4 características pessoais para ser um desenvolvedor de sites

Categories: TecnologiaPublished On: 23 de julho de 2021By
Compartilhe!

Uma carreira que já se destaca na área de Tecnologia da Informação há alguns anos é a de desenvolvedor de sites, um profissional com amplo campo de atuação e que precisa desenvolver diversas habilidades específicas ao longo de sua trajetória. No entanto, algumas características pessoais também podem ser muito importantes para a evolução de um dev

Por mais estranho que pareça, algumas habilidades pessoais como paciência e capacidade de planejamento são tão essenciais para os desenvolvedores de sites quanto conhecimentos aprofundados em lógica e em linguagens de programação como HTML, CSS, PHP, SQL, Python ou Linguagem C, entre outras – utilizadas em diversas áreas, como construção de sites, aplicativos, programas e de bancos de dados.

Em quais funções atua um desenvolvedor de sites? 

Antes de mais nada, é importante entender a área de desenvolvimento de sites.

Como já foi citado anteriormente, o desenvolvedor de sites é um profissional em alta no mercado, sendo requisitado em praticamente todas as áreas, de uma startup a uma empresa tradicional, de um escritório especializado em desenvolvimento web a uma agência de marketing digital.

O que muitas pessoas não sabem é que, além de terem um amplo mercado de atuação, os devs também têm muitas opções de especialização dentro de sua área. Afinal, um site possui muitas funções, que exigem diversos conhecimentos específicos para sua criação e manutenção.

Desenvolvedor front-end

Como usuários, quando pensamos em sites é fácil imaginar que o profissional que os desenvolve tem noções de design e conhece regras de usabilidade para combinar todos os elementos e tornar a página atrativa e funcional.

Na verdade, quem mais se aproxima dessa imagem é o desenvolvedor front-end, que trabalha com linguagens como HTML, CSS e Javascript, que são responsáveis pela parte visual. No entanto, apesar de trabalhar diariamente com a usabilidade dos sites, esse profissional não precisa ser especialista em design, já que, ao menos nas grandes empresas, costuma trabalhar em parceria com designers.

Desenvolvedor back-end

Agora, você já pensou que existe toda uma estrutura escondida por trás de um site, como códigos que transmitem informações entre a página e o servidor, além de bancos de dados que armazenam as informações apresentadas ou cadastradas pelos usuários?

Quem cuida desse trabalho “por trás das câmeras” é o desenvolvedor back-end. Com linguagens como Java, PHP, Python e Ruby, ele cuida das engrenagens do site, como ferramentas, infraestrutura e regras para a transmissão de dados com segurança quando um usuário faz login no site ou realiza uma compra, por exemplo.

Além desta divisão básica, o mercado oferece outras opções para devs, como o segmento de desenvolvimento mobile, para a criação e manutenção de aplicativos para celulares.

Por último, há também o desenvolvedor full stack, um profissional mais generalista, que normalmente é especialista em uma linguagem, mas também possui conhecimento para atuar e resolver problemas tanto em back-end quanto em front-end.  

Características pessoais importantes para um desenvolvedor

Agora que você já sabe mais sobre a área de desenvolvimento de sites, chegou a hora de entender quais são as características pessoais importantes para quem pretende se transformar em um desenvolvedor.

São esses diferenciais que, somados ao conhecimento técnico, podem ajudar o dev a ter uma carreira de destaque no mercado de trabalho.

Está pronto? Então, veja abaixo as 5 características pessoais para ser um desenvolvedor de sites:

1. Ser estudioso

Parece óbvio, mas não é!

Apesar de ser estudioso ser fundamental para qualquer profissional, esta habilidade exige muita dedicação, especialmente em áreas como a de Tecnologia, que apresenta novidades constantemente.

Por isso, é necessário planejamento e organização, para reservar pelo menos algum período da semana para aprender e praticar coisas novas. E, acredite: nem sempre é fácil achar uma ou duas horas livres em meio às demandas semanais de um dev. 

2. Paixão por tecnologia

Além de conhecer as diferentes linguagens de programação, um desenvolvedor precisa também estar antenado com as principais novidades tecnológicas. Não é preciso ser um especialista em absolutamente tudo, mas é preciso saber o que está acontecendo, quais são os equipamentos e programas mais populares no momento, as últimas inovações, entre outros.

E a explicação é simples: você depende de equipamentos e programas em todas as etapas do processo de desenvolvimento. Um bom computador, por exemplo, com as configurações corretas, será uma ferramenta de trabalho fundamental. É importante saber o que você precisa – e como “se virar” caso de emergências.

Já seus usuários utilizam diversos navegadores, equipamentos e sistemas, que passam por atualizações constantes, para utilizar o seu produto. Conhecer as principais opções do mercado ajuda a oferecer a melhor experiência para a maior parte dos visitantes.

3. Paciência

Ser paciente é uma virtude para qualquer profissional. E isso não é diferente para desenvolvedores de sites.

Por mais que você queira colocar a mão na massa e ver resultados logo, muitas vezes projetos são longos, com etapas bem definidas e que dependem de outras áreas (marketing, design, comercial, etc.), o que pode travar um pouco o processo. Já na hora de programar, muitos obstáculos podem aparecer e exigir horas de revisão no código – além de mudanças encaixadas na última hora.

Além disso, a maior parte das pessoas não têm conhecimento técnico na área e, por isso, muitas vezes você vai precisar explicar pacientemente que uma alteração no site, por mais simples que pareça, demanda muito trabalho e não pode ser feita de uma hora para outra para não criar outros problemas.

4. Curiosidade por vários temas

Apesar de não ser uma carreira da área de comunicação, o desenvolvimento de sites tem uma característica parecida com profissões como jornalismo e publicidade: você pode usar seus conhecimentos técnicos para falar sobre qualquer coisa!

Você pode, por exemplo, criar uma loja virtual de camisetas, desenvolver um portal para aulas virtuais de culinária ou programar um site com conteúdos sobre aromaterapia. São inúmeras possibilidades e, por isso, é importante estar sempre aberto a aprender coisas novas.

E aí, gostou? Será que você tem as características pessoais para ser um desenvolvedor de sites? Conta pra gente nos comentários!

Leave A Comment