Enunciado

A energia liberada na oxidação dos alimentos é armazenada, nas células biológicas, na adenosina trifosfato (ATP ou A T P 4 - . A chave da ação da ATP é a sua habilidade em perder seu grupo fosfato terminal por hidrólise e formar a adenosina difosfato (ADP ou A D P 3 - ):

A T P 4 - ( a q ) + H 2 O ( l ) → A D P 3 - ( a q ) + H P O 4 2 - ( a q ) + H 3 O + ( a q )

Em pH = 7,0 e a 37°C (310 K, a temperatura do sangue), a entalpia e a energia de Gibbs da hidrólise são ∆ r H = -20 K J   m o l - 1 e = -31 K J   m o l - 1 , respectivamente. Nessas condições, a hidrólise de I mol de A T P 4 - (aq) produz até 31 kJ de energia, que podem ser usados num trabalho diferente do de expansão, como,por exemplo, na síntese de proteínas a partir de aminoácidos, contração muscular e ativação dos circuitos neurônicos no cérebro. (a) Calcule e explique o sinal da entropia de hidrólise da ATP em pH = 7,0 e a 310 K. (b) Imagine que o raio de uma célula biológica é 10 μ m e que 10 6 moléculas de ATP são hidrolisadas numa célula por segundo. Qual é a densidade de potência da célula em watts por metro cúbico (1 W = 1   J   s - 1 )? Uma bateria de computador fornece 15 W e tem um volume dc 100 c m 3 . Quem tem a maior densidade de potência, a célula ou a bateria? (C) A formação da glutamina a partir do glutamato e de íons amônio requer 14,2 K J   m o l - 1 de energia. Ela é conduzida pela hidrólise da ATP a ADP, mediada pela enzima glutamato sintetase. Quantos moles de ATP devem ser hidrolisados para formar 1 mol de glutamina?

Passo 1

E aí meu chuchu? Bora matar essa questão?

Para a parte (a) da questão vamos fazer o seguinte:

∆ r S = ∆ r H - ∆ r G T

∆ r S = - 20 - ( - 31 ) 310

∆ r S = + 35   K J   K - 1 m o l - 1

Passo 2

Para a parte (b) da questão vamos calcular da seguinte forma:

P = | ∆ r G | n V

P = ( 31000 ) ( 1,66 × 10 - 18 ) 4,19 × 10 - 15

P = 12   W   m - 3

Agora fazemos para a bateria:

P b a t e r i a = 15 W 100 c m 3 × ( 100 c m 1 m ) 3

P b a t e r i a = 1,5 × 10 4   W   m - 3

Passo 3

Na parte (c) vamos calcular quantos moles de ATP devem ser hidrolisados para formar 1 mol de glutamina:

14,2   K J   ( m o l   g l u t a m i n a ) - 1 31   K J   ( m o l   A T P ) - 1

0,46   m o l   A T P m o l   g l u t a m i n a

Resposta

∆ r S = + 35   K J   K - 1 m o l - 1

P = 12   W   m - 3

P b a t e r i a = 1,5 × 10 4   W   m - 3

0,46   m o l   A T P m o l   g l u t a m i n a

Exercícios de Livros Relacionados

3.9 (b) Com as entropias das reações calculadas no Exercício 3.8b e com as entalpias das mesmas reações, calcule as energias padrões das reações a 298 K.
3.9 (a) Com as entropias das reações calculadas no Exercício 3.8ª e com as entalpias das mesmas reações, calcule as energias padrões das reações a 298 K.
3.8 (b) Calcule a entropia-padrão das seguintes reações, a 298 K: Z n s + C u 2 + a q → Z n 2 + + C u s C 12 H 22 O 11 s + 12   O 2 g → 12   C O 2 g + 11   H 2 O   l
3.1 (a) Calcule a variação de entropia quando 25 kJ de energia, na forma de calor, se tranferem reversível e isotermicamente para um grande bloco de ferro a (a) 0°C e (b) 100°C.
3.8 (a) Calcule a entropia-padrão das seguintes reações, a 298 K: 2   C H 3 C H O   g + O 2 g → 2   C H 3 C O O H   l 2   A g C l s + B r 2 l → 2   A g B r s + C l 2 g H g l + C l ...
3.13 (b) Calcule as variações de entropia do sistema e das suas vizinhanças e a variação total de entropia, quando uma amostra de 21 g de argônio gasoso, a 298 K e 1,50 bar, passa ...
3.17 (b) A variação da energia de Gibbs, num proceso a pressão constante, ajusta-se a expressão Δ G J = - 73,1 + 42,8 T K . Calcule o valor de Δ S no processo.
3.2 (a) Calcule a entropia molar de uma amostra de neônio, mantida a volume constante, a 500 K, sabendo que ela é igual a 146,22 J   K - 1 m o l - 1 a 298 K.
3.2 (b) Calcule a entropia molar de uma amostra de argônio, mantida a volume constante, a 250 K, sabendo que ela é igual a 154,84 J   K - 1 m o l - 1 a 298 K.
3.3 (a) Calcule Δ S (para o gás) quando 3,00 mol de um gás perfeito monoatômico, com C p , m = 5 2 R , passam do estado a 25°C e 1,00 atm para o estado a 125°C e 5,00 atm.
3.3 (b) Calcule Δ S (para o gás) quando 2,00 mol de um gás perfeito monoatômico, com C p , m = 7 2 , passam do estado a 25°C e 1,50 atm para o estado a 135°C e 7,00 atm. Como se ex...
3.5 (a) Calcule Δ H   e Δ S t o t quando dois blocos de cobre, cada qual com 1,0   k g de massa, um a 100 ° C   e outro a 0 ° C , são colocados em contato térmico, num vaso isolado...