Exercícios Resolvidos de Balanceamento e Relações Estequiométricas

Elaboração própria.

Enuncie as 4 Leis Ponderais que regem as relações estequiométricas das reações químicas e explique-as.

Passo 1

Bom, aqui é uma questão totalmente teórica.

De fato, 4 Leis Ponderais (relativo às massas) regem a estequiometria. Vamos ver uma por uma.

MOSTRAR SOLUÇÃO COMPLETA

Passo 2

Lei da Conservação da Massa (Princípio de Lavoisier)

A gente pode enunciá-la como: “A massa total das substâncias que reagem entre si é igual a massa total das substâncias que se formar na reação.”

Ou seja, o famoso nada se cria, tudo se transforma.

Assim, sempre que analisarmos uma reação, a massa dos produtos será igual a massa dos reagentes.

Obs: a teoria da relatividade, de Einstein, mostrou como a massa pode se transformar em energia. Nesse caso ela não é conservada. No entanto, pra processos normais a perda de massa é mínima ou inexistente, não devendo ser considerada.

Passo 3

Lei das Proporções Constantes (Lei de Proust)

A lei diz que: “Uma substância pura, qualquer que seja a sua origem, apresenta sempre a mesma composição em massa”.

O que significa que não interessa o processo de obtenção de determinada substância. Se você tem uma substância, ela tem obrigatoriamente a mesma composição sempre.

Por isso a composição centesimal dos compostos é constante.

Passo 4

Lei das Proporções Múltiplas (Lei de Dalton)

Segunda a Lei de Dalton: “As diferentes massas com que uma substância se combina com uma massa fixa de outra substância (dando diferentes compostos) guardam entre si uma relação expressa por números inteiros e simples”.

Podemos ilustrar a lei usando como exemplo as diferentes formas com que nitrogênio e oxigênio se combinam:

Portanto, mantendo a massa de nitrogênio constante, as massas de oxigênio guardam entre si uma relação de números inteiros.

Passo 5

-

Lei das Proporções Recíprocas (Lei de Richter)

Segundo a Lei de Richter: “Quando uma massa fixa de uma substância reage com diferentes substâncias, se estas reagirem entre si, o farão com as mesmas massas, ou então, com valores múltiplos ou submúltiplos”.

Oi?

Só com exemplo pra entender essa aí.

Olha só, o hidrogênio vai ser o cara da massa fixa reagindo com outros caras:

1 g de hidrogênio + 20 g de cálcio = 21 g de hidreto de cálcio

1 g de hidrogênio + 12 g de carbono = 13 g de acetileno

1 g de hidrogênio + 8 g de oxigênio = 9 g de água

E segundo a Lei de Richter, caso cálcio, carbono e oxigênio reajam entre si, eles vão reagir com a mesma massa (20 g, 12 g e 8 g, respectivamente), ou com múltiplos dessas massa.

De fato, quando cálcio, carbono e oxigênio reagem entre si, fica assim:

40 g de cálcio + 12 g de carbono + 48 g de oxigênio = 100 g de carbonato de cálcio

É isso. E lei é lei, então sempre funciona!

Esse conteúdo é exclusivo para cadastrados.

Cadastre-se grátis no maior portal de exatas do Brasil!

Relaxa, não vamos publicar nada no seu nome.

  • Resumões direto ao ponto
    Resumões
    direto ao ponto
  • Exercícios resolvidos passo a passo
    Exercícios resolvidos
    passo a passo
  • Videoaulas incríveis
    Videoaulas
    incríveis
  • Aulões Salva-Vidas
    Aulões
    Salva-Vidas