Enunciado

Ver Outros Exercícios
desse livro

136- A fita flexível presa em A faz uma meia volta em torno de cada um dos tambores de 100   m m de diâmetro e termina na mola S , que é ajustada para produzir uma força trativa de 40   N sobre a fita. Calcule os torques M 1 e M 2 aplicados aos eixos dos tambores, de forma a girá-los ao mesmo tempo na direção mostrada. O coeficiente de atrito entre o tambor 1   e a fita vale 0.30 , e entre o tambor 2 e a fita vale 0.20 .

Passo 1

Vamos desenhar a polia 2 e examinar fazer seu sistema de forças.

Onde a polia abraça metade da polia, tendo um ângulo de abraçamento igual a:

β = π

E o coeficiente de atrito entre a fita e a polia vale:

μ 2 = 0.2

Além que se o sentido de movimento encontra-se no sentido anti-horário, logo para estarmos no limiar desse movimento com o atrito agindo temos que T 2 > 40 (pois ele agirá contra esse movimento), logo a fórmula para encontrar essa força de tração faltante será :

T 2 40 = e 0.2 × π → T 2 = 74.98   N

Como o raio dessa polia é de 100 2 = 50   m m logo o momento presente nessa polia será de:

M 2 = 74.98 - 40 × 50 × 10 - 3 = 1.75   N m

Passo 2

Agora podemos analisar o sistema de forças da polia 1   :

Já para atender a essa condição com o atrito na polia temos que T 2 > T 1 :

Onde o ângulo de abraçamento continua π e que o atito na fita com a polia é de 0.3 .

T 2 T 1 = e 0.3 × π

Porém T 2 vale 74.98   N .

Logo T 1 vale:

T 1 = 74.98 e 0.3 π = 29.22   N

Logo o momento nessa polia valerá:

M 1 = 74.98 - 29.22 × 50 × 10 - 3 = 2.29   N m

Resposta

M 2 = 1.75   N m

M 1 = 29.22   N m

Exercícios de Livros Relacionados

135- Calcule o momento M aplicado ao cilindro inferior do par, ambos com 20   k g , que permitirá que eles rolem para baixo lentamente. Os coeficientes de atrito estático e dinâmic...
A viga em I uniforme tem uma massa de 74 kg por metro de comprimento e é suportada por uma corda que passa sobre o eixo fixo de 300 mm. Se o coeficiente de atrito entre a corda e o...
129- Determine a faixa de massas m do cilindro para a qual o sistema está em equilíbrio. O coeficiente de atrito entre o bloco de 50   k g e o plano inclinado vale 0.15 e aquele en...
Encontre o momento M necessário para girar o tubo no bloco em V contra a ação da cinta flexível, no projeto do freio de cinta mostrado. Uma força P = 100   N é aplicada à alavanca,...
73- O disco circular A é colocado sobre o topo do disco B submetido a uma força compressiva de 400   N . Os diâmetros de A e B valem 225   m m e 300   m m , respectivamente, e a pr...
80- Determine a força P necessária para abaixar o cilindro de 40   k g do Prob. 6/79. Compare sua resposta com os resultados dados para aquele problema. O valor de P para o caso em...
79- O peso do tambor D e de seu cabo é de 45   k g e o coeficiente de atrito μ para o mancal vale 0.2 . Determine a força P necessária para suspender o cilindro de 40   k g se o at...
83- As rodas dianteiras de um veículo experimental de tração têm um raio de 300   m m e são projetadas com freios a disco, consistindo de um anel A com raios externo e interno de 1...
81- A seção axial de dois discos circulares que se encaixam está mostrada. Obtenha uma expressão para o torque M necessário para girar o disco superior sobre o disco inferior que e...
77- Calcule o torque M ' sobre o carretel de 280   k g do cabo telefônico do Prob. 6/76 que permitirá que o carretel gire lentamente no sentido anti-horário sob a ação da força tra...
Cada uma das quatro rodas do veículo tem uma massa de 20 kg e está montada em um eixo de 80 mm de diâmetro. A massa total do veículo é 480 kg, incluindo as rodas, e está distribuíd...
Os blocos de 10 kg e de 25 kg estão presos por uma corda pendurada sobre a superfície curva fixa. Se o sistema está no limiar de escorregar, calcule o coeficiente de atrito entre a...