Métodos de String

Ver Todos os Exercícios

Teoria

Aprofundando conhecimentos em Strings

Fala aí! Aqui eu considero que você já tá manjando tudo de strings, beleza?! Acontece que a maioria das operações que a gente precisa fazer, o Python já pode fazer automaticamente com o uso de métodos (funções) que já vem prontos. Hoje a gente vai bater um papo sobre esses métodos e como eles podem facilitar sua vida durante o desenvolvimento das suas resoluções nas provas, beleza?! Enfatizando que tudo que eu vou falar aqui dá pra fazer com os conteúdos que a gente já tem, mas se torna MUITO mais fácil decorando alguns métodos. Vamo lá?!

upper() e lower()

Primeiramente, esses métodos são usados pra pegar uma cópia de uma string em caixa alta (upper()) ou caixa baixa (lower()).

Se liga que a gente pegou uma cópia maiúscula no primeiro print() e minúscula no segundo print(), porém a string original continua intacta, beleza?!

Essas funções geralmente são úteis quando a gente quer fazer comparações entre strings, se você estiver comparando só o conteúdo, sem se importar com a capitalização.

strip() e split()

Essas funções são capazes de limpar uma string e separar uma string em uma lista, respectivamente.

Se liga na primeira string, ela tem um \n no fim e um espaço na frente. A versão strip() dessa string contém apenas o texto, só o que importa. Agora, na segunda string eu usei o método split() e disse pra separar a string em uma lista usando o espaço “ “ como delimitador. Poderia ser qualquer outro delimitador.

Nesse caso a gente separou a string em todas as ocorrências de “,” (vírgula). Mas se liga que, assim como nos métodos upper() e lower(), as variáveis originais continuam intocadas. Esses métodos retornar cópias modificadas, mas a original continua lá guardada na variável.

Esses dois métodos são especialmente úteis em exercícios de arquivos, já que cada linha de um arquivo termina com “\n” e geralmente a gente tem várias informações por linha e queremos separar elas de alguma forma.

index() e find()

Esses métodos têm a mesma finalidade. Com eles, a gente pode saber a localização da primeira ocorrência de um caractere na string. A diferença é que o index() retorna um erro caso o caractere não exista, enquanto o find() retorna -1.

Só é possível usando o index() quando temos certeza que existe caractere na string. Com o find, podemos checar. No entanto, dá no mesmo no fim, pois precisamos checar se o resultado é -1 ou não. São só duas formas de fazer a mesma coisa.

Nos dois casos é necessário checar se o caractere existe. Mas com o index() é preciso checar antes, e com find() é preciso checar depois.

Outros

Beleza! Eu separei e detalhei pra você os métodos mais importantes e que realmente podem salvar a sua vida na prova. Mas não são os únicos. Caso você esteja com tempo e curiosidade, vou deixar uma tabelinha aqui com todos os métodos. Porém, enfatizo, os mais importantes a gente já falou, ok?!

Valeu, cara! Partiu fazer exercícios pra ficar FERA nessa parada de string?! Bora!

strip() e split()

index() e find()

Outros

Exercícios Resolvidos

Exercício Resolvido #1

Observe a função a seguir:

Substitua a linha de código indicada acima pela aplicação de um dos métodos de string que faça com que essa função seja capaz de imprimir na tela a posição da primeira ocorrência de determinada substring c h a r na string f r a s e .

Passo 1

Para resolvermos esse exercício temos que conhecer o método de string find, que é responsável por verificar a presença de determinada substring em uma string e retornar a posição do primeiro caractere de dela.

Passo 2

Sendo assim, basta utilizarmos o método find da string f r a s e passando como parâmetro a substring c h a r (caractere inserido pelo usuário).

Resposta

Portanto, a função e n c o n t r a C h a r é definida da seguinte forma: