Constante de Rydberg

Resumo

Fala aí, nós somos o Responde Aí, e nossa missão é ajudar você a mandar bem na sua prova.

A constante de Rydberg carrega esse nome porque foi desenvolvida por um físico chamado Johannes Rydberg. A física normalmente nomeia as constantes de acordo com o nome da pessoa que descobriu hahaha.

Essa constante é muito importante na física e pra você entender o porque vamos voltar um pouquinho lá no passado.

Cada elemento químico emite uma radiação e essa emissão está associada à transição do elétron de um nível mais energético para um nível de menor energia. Os físicos na época conseguiam determinar o espectro de um elemento, ou seja, conseguiam identificar quais eram as cores que um elemento emitia, como por exemplo esse espectro aqui do hidrogênio:

Cada linha desse espectro representa um comprimento de onda emitido pelo hidrogênio e para que cada emissão dessa acontecesse elétrons tiveram que “pular” para um nível mais interno e assim liberar luz.

A grande questão era saber entre quais níveis estava ocorrendo essa transição de elétrons, e é aí que entra a nossa constante de Rydberg. O físico Rydberg desenvolveu uma fórmula, chamada de Série de Linhas de Rydberg que relacionava o comprimento de onda emitido com os níveis de energia que estavam envolvidos na transição do elétron, e a constante de Rydberg, está presente nessa fórmula:

Onde:

  • λ é o comprimento de onda emitido;
  • n 1 é o nível de energia mais interno, para o qual o elétron foi;
  • n 2 é o nível de energia mais externo, no qual o elétron saiu e,
  • R é a nossa constante de Rydberg

Se ligou porque a constante é tão importante? Ela proporcionou um grande salto no conhecimento.

Mas agora vamos pro valor dessa constante. Podemos expressar em duas unidades diferentes:

OU

Essa é a constante de Rydberg! Quando você estiver estudando os espectros dos elementos você vai usar muito, mas não precisa se preocupar em gravar o valor, tudo bem?

=)

Conteúdos Complementares