Enunciado

3.5 (b) Calcule Δ H   e Δ S t o t quando dois blocos de ferro, cada qual com 1,0 kg de massa, um a 200°C e outro a 25°C, são colocados em contato térmico, num vaso isolado. O calor específico do ferro é 0,449 J K^-1 g^-1 e aproximadamente constante no intervalo de temperatura considerado.

Passo 1

Opaaa...

Nessa questão vamos usar a equação da capacidade calorífica:

C = m C s

A equação pra variação de entalpia:

Δ H = m C s Δ T

E pra variação de entropia:

Δ S = m C s ln ⁡ T f T i

Passo 2

Como as massas dos blocos são iguais e o calor específico é aproximadamente constante na faixa de temperatura, então pra achar a temperatura final vamos só fazer a média:

T f = T i , 1 + T i , 2 2

T f = 200 + 25 2

T f = 112,5   ° C

Passo 3

Calculando a variação de entalpia:

- pro primeiro bloco:

Δ H 1 = 1 × 10 - 3 × 0,449 × 112,5 - 200 = - 39   k J

- pro segundo:

Δ H 2 = 1 × 10 - 3 × 0,449 × 112,5 - 25 = + 39   k J

Então a variação total vai ser:

Δ H t o t = Δ H 1 + Δ H 2

Δ H t o t = 0

Passo 4

E pra variação de entropia: (lembra que aqui precisa colocar a temperatura em Kelvin porque não é uma conta de subtração, é uma divisão)

- primeiro bloco:

Δ S 1 = 1,00 × 10 3 × 0,449 × ln ⁡ 112,5 + 273,2 200 + 273,2

Δ S 1 = - 91,802   J   K - 1

- segundo bloco:

Δ S 2 = 1,00 × 10 3 × 0,449 × ln ⁡ 112,5 + 273,2 25 + 273,2

Δ S 2 = 115,5   J   K - 1

Então a variação total:

Δ S t o t = Δ S 1 + Δ S 2

Δ S t o t = 24   J   K - 1

Acabamoos... próxima?

Resposta

Δ H t o t = 0

Δ S t o t = 24   J   K - 1

Exercícios de Livros Relacionados

3.9 (b) Com as entropias das reações calculadas no Exercício 3.8b e com as entalpias das mesmas reações, calcule as energias padrões das reações a 298 K.
3.9 (a) Com as entropias das reações calculadas no Exercício 3.8ª e com as entalpias das mesmas reações, calcule as energias padrões das reações a 298 K.
3.8 (b) Calcule a entropia-padrão das seguintes reações, a 298 K: Z n s + C u 2 + a q → Z n 2 + + C u s C 12 H 22 O 11 s + 12   O 2 g → 12   C O 2 g + 11   H 2 O   l
3.1 (a) Calcule a variação de entropia quando 25 kJ de energia, na forma de calor, se tranferem reversível e isotermicamente para um grande bloco de ferro a (a) 0°C e (b) 100°C.
3.8 (a) Calcule a entropia-padrão das seguintes reações, a 298 K: 2   C H 3 C H O   g + O 2 g → 2   C H 3 C O O H   l 2   A g C l s + B r 2 l → 2   A g B r s + C l 2 g H g l + C l ...
3.13 (b) Calcule as variações de entropia do sistema e das suas vizinhanças e a variação total de entropia, quando uma amostra de 21 g de argônio gasoso, a 298 K e 1,50 bar, passa ...
3.17 (b) A variação da energia de Gibbs, num proceso a pressão constante, ajusta-se a expressão Δ G J = - 73,1 + 42,8 T K . Calcule o valor de Δ S no processo.
3.2 (a) Calcule a entropia molar de uma amostra de neônio, mantida a volume constante, a 500 K, sabendo que ela é igual a 146,22 J   K - 1 m o l - 1 a 298 K.
3.2 (b) Calcule a entropia molar de uma amostra de argônio, mantida a volume constante, a 250 K, sabendo que ela é igual a 154,84 J   K - 1 m o l - 1 a 298 K.
3.3 (a) Calcule Δ S (para o gás) quando 3,00 mol de um gás perfeito monoatômico, com C p , m = 5 2 R , passam do estado a 25°C e 1,00 atm para o estado a 125°C e 5,00 atm.
3.3 (b) Calcule Δ S (para o gás) quando 2,00 mol de um gás perfeito monoatômico, com C p , m = 7 2 , passam do estado a 25°C e 1,50 atm para o estado a 135°C e 7,00 atm. Como se ex...
3.5 (a) Calcule Δ H   e Δ S t o t quando dois blocos de cobre, cada qual com 1,0   k g de massa, um a 100 ° C   e outro a 0 ° C , são colocados em contato térmico, num vaso isolado...