Capacidade Calorífica

Resumo

Fala aí, nós somos o Responde Aí, e nossa missão é ajudar você a mandar bem na sua prova!

Para entendermos o conceito de capacidade calorifica, primeiro precisamos relembrar o que é calor sensível:

  • Calor sensível: é o calor que faz a temperatura de um objeto variar, sem alterar seu estado físico. Um exemplo seria aquecer a água de $20°C$ a $79°C$, entre essas temperatura a água continua líquida, ou seja, a temperatura da água aumentou, mas o seu estado físico foi mantido.

Esse calor sensível, cedido ou absorvido pelo material, é calculado como:

$$Q=m.c.ΔT$$

Onde:

  • $Q$ é o calor sensível, em $J$;
  • $m$ é a massa do material, em $Kg$;
  • $c$ é o calor específico do material, em $J/Kg.K$;
  • $ΔT$ é a variação de temperatura, em $K$.

A capacidade calorífica ($C$) de um material, que também pode ser chamada de capacidade térmica, é definida como o produto entre a massa ($m$) do material e o calor específico ($c$).

$$C=m.c$$

Se retornarmos para a fórmula do calor sensível, podemos substituir o produto $m.c$ pela capacidade calorífica e teremos:

$$Q=C.ΔT$$

Olha o que acontece se aumentarmos em $1 K$ a temperatura do material:

$$ΔT=1$$
$$Q=C.1$$
$$Q=C$$

Ou seja, a capacidade calorífica pode ser entendida como a quantidade de calor necessária para elevar a temperatura do material em $1K$.

Aqui estudamos o conceito de capacidade calorífica e vimos como ela esta relacionada com o calor sensível. Além do calor sensível, existe ainda o calor latente, e ele é explicado no nosso tópico de Transferência de Calor. Clica aí e confere lá 😬 😬

Conteúdos Complementares

Conceitos de Termodinâmica

Transformações Gasosas Calor