Regra de Hund

Resumo

Fala aí, nós somos o Responde Aí, e nossa missão é ajudar você a mandar bem na sua prova.

Os átomos são compostos por prótons, nêutrons e elétrons. Os prótons e nêutrons estão localizados no núcleo do átomo e os elétrons estão na eletrosfera. Segundo o modelo mais recente que descreve a estrutura de átomos, os elétrons são distribuídos em orbitais, que possuem níveis de energia diferentes, e são identificados pelos números quânticos. A grande questão é como ficam distribuídos esses elétrons? Como saber quais orbitais os elétrons vão ocupar?

A natureza tende a se organizar de modo que assuma o nível de energia mais baixo, então, os elétrons tendem a ocuparem primeiro os orbitais com níveis de energia menores. Até aí ok, mas quando temos orbitais degenerados, ou seja, orbitais com o mesmo nível de energia, o que vai acontecer? E aí que entra a Regra de Hund.

Segundo Hund, a configuração de menor energia é quando cada orbital degenerado possui apenas um elétron e os elétrons possuem o mesmo spin. Por exemplo, digamos que temos que alocar 4 elétrons nos orbitais p . Poderíamos alocar dessa maneira:

Porém, ESSA NÃO É A CONFIGURAÇÃO DE MENOR ENERGIA.

Primeiro, temos que priorizar colocar um elétron em cada orbital, todos com o mesmo spin:

Para depois irmos completando os orbitais com os elétrons que faltam, lembrando que os elétrons em um mesmo orbital precisam ter spin contrários:

Essa é a forma com que a natureza vai tender a se organizar para poder minimizar a energia, sacou?

Resumindo, quando você for fazer a distribuição eletrônica em orbitais com mesma energia, você vai seguir esses passos:

  1. Colocar um elétron em cada orbital, mantendo o mesmo spin;
  2. Quando todos os orbitais estiverem com 1 elétron ir completando os orbitais com o segundo elétron.

Belezinha?

Finalizamos por aqui. Se você ficou com alguma dúvida nesse conceito você pode visitar o nosso assunto Estrutura Atômica e dar uma olhada nos tópicos Números Quânticos e Funções de Onda e Princípio de Pauli.

Conteúdos Complementares