Enunciado

Ver Outros Exercícios
desse livro

Reflexão em filmes finos. Na Fig. 35-41, a luz incide perpendicularmente em um filme fino de um material 2 que está entre as placas (espessas) dos materiais 1 e 3. (Os raios foram desenhados com uma pequena inclinação apenas para tornar a figura mais clara.) As ondas representadas pelos raios r 1 e r 2 interferem de tal forma que a intensidade da onda resultante pode ser máxima (máx) ou mínima (mín).

Para esta situação, os dados da Tabela 35-2 se referem aos índices de refração n 1 , n 2 e n 3 , ao tipo de interferência, à espessura L do filme fino em nanômetros e ao comprimento de onda λ em nanômetros da luz incidente, medido no ar. Nos problemas em que não é dado o comprimento de onda λ , pede-se o valor de λ que está na faixa da luz visível; nos problemas em não é dada a espessura L , pede-se a segunda menor espessura ou a terceira menor espessura, de acordo com a indicação da tabela.

Passo 1

A questão trata sobre interferência em filmes finos. Nesse problema, temos que n 1 < n 2 e n 2 > n 3 . Assim, em uma das reflexões ocorre mudança de fase e na outra não:

ϕ = 2 π λ 2 ⋅ 2 L + π

Como λ 2 = λ / n 2 , temos que

ϕ = π ⋅ 4 n 2 L λ + 1

Passo 2

O exercício pede um máximo de interferência, de modo que

ϕ = m ⋅ 2 π

Logo,

2 m = 4 n 2 L λ + 1 ⇒ L = 2 m - 1 λ 4 n 2

Sabemos que

λ 4 n 2 = 382   n m 4 ⋅ 1 , 75 = 54,6   n m

Assim,

L = 2 m - 1 ⋅ 54,6   n m

Como queremos a terceira menor espessura, tomamos m = 3 :

L = 5 ⋅ 54,6   n m = 273   n m

Resposta

273   n m

Exercícios de Livros Relacionados

Um filme de óleo com índice de refração de 1,45 flutua na água. Quando
Um filme de óleo com índice de refração de 1,45 repousa sobre uma supe
Qual é a espessura mínima de uma película de sabão (excluindo o caso d