Enunciado

Ver Outros Exercícios
desse livro

Equações Integrais

Nos Exercícios 7-10, escreva uma equação diferencial equivalente de primeira ordem e condição inicial y .

Passo 1

Como o que se deseja é uma equação diferencial, deve-se fazer a derivada da equação dada, tal que a função resultante será a que está dentro da integral, já que a derivada “anula” a integral.

Ainda, para determinar a condição inicial, será atribuído o valor no qual a integral será nula, ou seja, o mesmo valor que o limite inferior da integral.

Passo 2

Logo, fazendo a derivada da equação, tem-se:

d y d x = y x

Que será a equação diferencial equivalente de primeira ordem.

Passo 3

Em seguida, para determinar a condição inicial, o valor no qual a integral é nula nesse caso é em x = 0 :

y = 1 + ∫ 0 0 y t d t = 1

Assim, independente do valor de t , a condição inicial y 0 = 1 será valida e será a condição inicial.

Resposta

d y d x = y       ,       y 0 = 1

Exercícios de Livros Relacionados

Nos Exercícios 5 e 6, copie os campos de direção e esboce algumas das
Escreva uma equação diferencial da forma d y d t = a y + b   cuja
Escreva uma equação diferencial da forma d y d t = a y + b   cuja
Ache a solução completa da equação diferencial (5) d y d x = 3 x y ² ²
Ache a solução completa da equação diferencial (8) d y d x = x ² ( x 3