Enunciado

Nos Exercícios 1-12, esboce a região delimitada pelas retas e curvas dadas. Em seguida, expresse a área da região como uma integral dupla iterada e calcule a integral.

a   c u r v a   y = e x   e   a s   r e t a s   y = 0 ,   x = 0   e   x = l n ⁡ ( 2 )

Passo 1

Faaaala, cara! Tranquileba?

Fazendo o esboço da função temos:

Onde a região pintada e aquela a ser calculada

Analisando a imagem vemos que 0 ≤ x ≤ ln ⁡ 2 e 0 ≤ y ≤ e x . Logo:

∫ 0 ln ⁡ 2 ∫ 0 e x d y d x  

Passo 2

∫ 0 ln ⁡ 2 e x   d x

Passo 3

Das técnicas de integração, temos que ∫ e x d x , veja a prova:

Temos e x façamos a derivada dela, então e x d x e então temos que a função se repete, da mesma forma que a derivada segunda é e x d x .

Dito isso, temos:

e x 0 ln ⁡ 2

Sabemos que e ln ⁡ x   é o próprio x, assim:

e 2 0 ln ⁡ 2 = 2 - 1 = 1

Resposta

A = 1

Exercícios de Livros Relacionados

Uma pessoa cujo peso é 5,20 10 2 N está sendo puxada para cima vertica
Uma pequena esfera é pendurada por uma corda no teto de uma van. Quand
Mostre que o comprimento de atenuação Λ é igual à distância média que
Deve-se usar a expressão relativística para a energia cinética do elét
Use os dados da figura 2-17 para calcular a espessura de uma lâmina de