Ligas Metálicas

Resumo

Empolgado para aprender sobre as Ligas Metálicas? Então vem comigo!

Você já viu uma medalha de bronze, não é?

Você já tentou procurar o elemento bronze na tabela periódica? Se não, nem tente porque não tem hahahaha

O que acontece é que o bronze não é um elemento químico, ele não é um metal, ele na verdade é uma liga metálica. O bronze é um material formado por $90\%$ de cobre e $10\%$ de estanho.

Ou seja, ligas metálicas são materiais formados por dois ou mais componentes, dos quais pelo menos um é metal (que se apresenta em maior quantidade), e possuem propriedades semelhantes as dos metais.

Podemos dividir as ligas metálicas em dois grandes grupos: ligas ferrosas e ligas não-ferrosas.

Ligas Ferrosas

São ligas metálicas que apresentam o ferro como constituindo principal. São as ligas mais amplamente produzidas e utilizadas.

Aqui temos os aços e os ferros fundidos.

Aços

Os aços são ligas metálicas de ferro com até $2\%$ de carbono, podendo conter frações pequenas de alguns outros elementos como cromo e manganês.

Os aços estão muito mais pesente no nosso dia a dia do que você imagina. A estrutura de uma casa, carro, elevador, utensílios, tudo isso e mais uma porção de coisas são feitas de aço. O jetsons já estavam prevendo tudo hahahaha

Os aços são tão empregados assim porque eles possuem baixo custo de obtenção, são versáteis em relações as propriedades dependendo da composição química e, principalmente, porque possuem elevada ductlidade e dureza.

Ferros Fundidos

O ferro fundido é uma liga metálica formada por ferro, carbono (em porcentagens maiores que $2\%$) e silício. Essas ligas são muito importantes para as indústrias, pois aguentam condições extremas, ou seja, apresentam resistência ao calor, temperatura, corrosão e abrasão.

Ligas Não-Ferrosas

São ligas metálicas que não possuem ferro em sua composição. Aqui nós temos as ligas de cobre, de alumínio e diversos outros metais.

As ligas metálicas no geral são muito mais utilizadas do que os metais puros, porque as propriedades das mesmas podem ser alteradas, no processo de produção e composição, de acordo com a aplicação e as propriedades necessárias para a mesma.

Exemplo, o ferro puro oxida facilmente em contato com o ar, mas ao misturar um pouco de carbono a esse ferro eu já modifido a propriedade dele, obtendo um material mais resistente a corrosão.

Show de bola, não é mesmo?

Agora que já entendeu o que são ligas metálicas e a classificação mais geral das mesmas pode avançar nos seus estudos para arrasar na prova.

Aqui no Responde Aí tem todo o conteúdo sobre ligas metálicas que você precisa organizadinho para o seu estudo. Só conferir o nosso Raio-X logo aqui em seguida 👇🏽

Raio-X