Enunciado

Calcule a pressão exercida por 1   m o l   de H 2 S comportando-se como (a) Um gás perfeito, (b) um gás de Van der Waals quando está confinado nas seguintes condições (i) a 273,15   K e 22,414   d m 3 ; (ii) a 500 K em 1 50 c m 3 . Use os dados da tabela 1.6.

Passo 1

Faaaaala aí jovem, tudo certinho?

Vamos relembrar alguns conceitos que serão importantes para resolver esse exercício.

O modelo de equação que descreve um gás ideal e suas variáveis se relacionam através da equação :

P V = n R T

Onde teremos as variáveis P = p r e s s ã o , V = V o l u m e , T = t e m p e r a t u r a   ( e m   K e l v i n ) e R   é a constante universal dos gases (e esse é um valor tabelado de R = 0,082   a t m . L . m o l - 1 k - 1 .

E como bem sabemos, nem todos os gases se comportam como ideiais. Então usamos a equação de Van der Waals:

P = R T V m - b - a V m 2

Temos os valores de a   e b são tabelados e chamados de constantes de Van der Waals, e esses valores você encontra na seção de dados do seu livro. Vale lembrar que cada gás vai ter seus próprios valores de a e b . E a tabela 1.6 nos diz que para H 2 S ( g ) teremos:

a = 5,544   L 2 . a t m . m o l - 2

b = 0,04339   L . m o l - 1

Então, bora resolver esse negócio!

Passo 2

  1. Agora vamos calcular utilizando os dados que temos! O exercício nos diz que temos que considerar dois casos.
  2. Caso (i) nós teremos:

    n = 1   m o l  

    T = 273,15   K

    V = 22,414   d m 3 = 22,414 L

    R = 0,0821   a t m .   L .   m o l - 1 . K - 1

    Precisamos saber a pressão, considerando que é um gás ideial, cujo a fórmula é:

    P V = n R T

    Isolando a pressão teremos:

    P = n R T V ( a )

    Substituindo os valores teremos:

    P 1 = 1 m o l .   ( 0,0821 a t m . L . m o l - 1 . K - 1 ) ( 273,15 K ) 22,414 L

    P = 1   a t m  

    No caso 2, teremos:

    T = 50 0 K

    V = 1 5 0 c m 3 = 0,1 50 L

    n = 1   m o l

    Substituindo na equação ( a ) , teremos:

    P 2 = 1 m o l .   ( 0,0821 a t m . L . m o l - 1 . K - 1 ) ( 500 K ) 0,1 50 L

    P 2 = 273,66   a t m = 2,74 . 10 2 a t m

    Passo 3

  3. Agora vamos calcular considerando que seguimos o modelo de Van der Waals

Caso (i) nós teremos:

n = 1   m o l   ( C 2 H 6 )

T = 273,15   K

V = 22,414   d m 3 = 22,414 L

R = 0,0821   a t m .   L .   m o l - 1 . K - 1

a = 4,544   L 2 . a t m . m o l - 2

b = 0,0 4339   L . m o l - 1

Precisamos saber a pressão, considerando que é um gás de Van der Waals, cujo a fórmula é:

P = R T V m - b - a V m 2   ( b )

Substituindo os valores teremos:

P 1 = 0,0821 a t m . L . m o l - 1 . K - 1 273,15 K 22,414 L 1 m o l   - 0,0 4339   L . a t m . m o l - 1 - ( 4,544 L 2 . a t m . m o l - 1 ) 22,414 L 1 m o l 2  

P 1 = 0,99 3   a t m  

No caso 2, teremos:

T = 500 K

V = 1 5 0 c m 3 = 0,1 50 L

n = 1   m o l

Substituindo na equação ( b ) , teremos:

P 1 = 0,0821 a t m . L . m o l - 1 . K - 1 500 K 0,150 L 1 m o l   - 0,04339   L . a t m . m o l - 1 - ( 4,544 L 2 . a t m . m o l - 1 ) 0,150 L 1 m o l 2

P 2 = 1 8 3 , 09   a t m  

Resposta

  1. P 1 = 1   a t m ; P 2 = 2,74 . 10 2 a t m
  2. P 1 = 0,99 3   a t m ; P 2 = 18 3 , 09   a t m

Exercícios de Livros Relacionados

Para o aquecimento de uma casa, consomem-se 4.10 3 m 3 de gás natural por ano. Admita que o gás seja o metano, C H 4 e que ele se comporta como um gás perfeito nas condições deste ...
Um gás perfeito sofre uma compressão isotérmica que reduz de 1,8   d m 3 o seu volume. A pressão final do gás é 1,97   b a r e o volume final é 2,14   d m 3 . Calcule a pressão ini...
(b) Uma amostra de hidrogênio gasoso tem a pressão de 125 k P a na temperatura de 23 ℃ ℃. Qual a pressão do gás na temperatura de 11 ℃ ℃
Calcule a massa de vapor de água presente numa sala de 400 m 3 , com ar a 27 ℃ ℃, num dia em que a umidade relativa é 60 % .
Um gás perfeito sofre uma compressão isotérmica que reduz de 2,2   d m 3 o seu volume. A pressão final do gás é 5,04   b a r e o volume final é 4,65   d m 3 . Calcule a pressão ini...
Uma amostra de certo gás tem volume de 20   d m 3 , a 0 ℃ ℃ e 1 a t m . O gráfico dos dados experimentais do volume dessa amostra contra a temperatura Celsius, θ , a pressão p cons...
A 500 ℃ ℃ e 93,2   k P a , a massa específica do vapor de enxofre é 3,710   k g   m - 3 . Qual é a fórmula molecular do enxofre nessas condições?
Numa experiência para a determinação da massa molar de um gás, confinou-se uma amostra do gás num balão de vidro de 250 c m 3 , sob pressão de 152 T o r r a 298 K . A massa do gás,...
A 100 ℃ ℃ e 16 k P a , a massa específica do vapor de fósforo é 0,6388   k g m - 3 . Qual é a fórmula molecular do fósforo nessas condições ?
A massa específica de um composto gasoso é 1,23   k g m - 3 , a 330 K e 20 k P a . Qual a massa molar do composto?
Calcule a massa de vapor de água presente numa sala de 250 m 3 , com ar a 23 ℃ ℃, num dia em que a umidade relativa é 53 % .
A massa específica do ar a - 85 ℃ ℃ é 1,877   g d m - 3 , a 0 ℃ ℃ é 1,294   g d m - 3 e a 100 ℃ ℃ é 0,946   g d m - 3 . A partir desses dados, e admitindo que o ar obedece a lei de...