Enunciado

Ver Outros Exercícios
desse livro

Uma partícula de 10   g executa um MHS com uma amplitude de 2,0   m m , uma aceleração máxima de módulo 8,0.10 3 m / s 2 e uma constante de fase desconhecida φ . Qual é (a) o período do movimento, (b) a velocidade máxima da partícula e (c) a energia mecânica total do oscilador? Qual é o módulo da força que age sobre a partícula quando ela está (d) em seu deslocamento máximo e (e) na metade do deslocamento máximo?

Passo 1

Falaaa galerinha bonita, tudo belejóia?

Saca só, o enunciado nos deu que uma partícula de 10   g executa um MHS com uma amplitude de 2,0   mm , uma aceleração máxima de módulo 8,0 × 10 3   m/s² e uma constante de fase desconhecida φ .

Sabendo disso, na letra (a), ele quer que a gente encontre o período do movimento.

Vamos começar organizando as informações que o enunciado já deu.

Temos a massa m da partícula:

m = 10   g

m = 0,01   k g

Temos a amplitude x m do movimento:

x m = 2,0   mm

x m = 2,0 × 10 - 3   m

E a aceleração máxima a m do movimento:

a m = 8,0 × 10 3   m/ s 2

Lembrando que a fórmula da aceleração máxima é:

a m = ω 2 x m

Passo 2

(a) Iradoso, então primeiro queremos saber o período do movimento. Pra isso precisamos descobrir a frequência angular ω .

Usando a fórmula da aceleração máxima:

a m = ω 2 x m

a m = 8,0 × 10 3

Segue que:

ω = 8,0 × 10 3 2,0 × 10 - 3

ω = 2,0 × 10 3   rad/s

E então o período vai ser:

T = 2 π ω

T = 2 π 2,0 × 10 3

T = 3,1 × 10 - 3   s

Passo 3

(b) Belezoca, agora a velocidade máxima da partícula segue aquele fórmula dada como:

v m á x = ω x m

Sendo assim, segue que:

v m á x = 2,0 × 10 3 2,0 × 10 - 3

v m á x = 4,0   m/s

Passo 4

(c) A energia mecânica total do oscilar pode ser calculada de várias formas.

Por exemplo, sabemos que quando a velocidade é máxima, toda a energia do oscilador é energia cinética:

E = 1 2 m v m 2

Acabamos de calcular a velocidade máxima:

E = 1 2 0,01 4,0 2

E = 0,08   J

Passo 5

(d) Agora queremos o módulo da força sobre a partícula quando ela atinge o deslocamento máximo.

Bom, a gente sabe que a fórmula do módulo da força sobre a partícula é:

F = k x

E o deslocamento máximo é simplesmente a amplitude do movimento:

F m = k x m

E fica faltando só o valor de k , mas não tem problema, é só aproveitar a frequência angular:

ω = k m

k = ω 2 m

k = 2,0 × 10 3 2 0,01

Logo:

k = 4,0 × 10 4   N/m

E então a força será:

F m = 4,0 × 10 4 2,0 × 10 - 3

F m = 80   N

Passo 6

(e) Show de bolinhas, agora pra fechar, queremos o módulo da força quando o deslocamento é a metade do máximo.

Sem problemas, é só a gente fazer o seguinte:

F = k x m 2

F = 4,0 × 10 4 2,0 × 10 - 3 2

F = 40   N

Prontinho galera, só partir pro abraço.

Resposta

(a) T = 3,1 × 10 - 3   s

(b) v m á x = 4,0   s

(c) E = 0,080   J

(d) F m = 80   N

(e) F = 40   N

Exercícios de Livros Relacionados

Um furo de raio R / 4 é perfurado através de um cilindro de raio R par
Um bloco de massa M = 5,4   k g , em repouso em uma mesa horizont
Uma mola de massa desprezível está pendurada no teto com um pequeno ob
Um oscilador harmônico simples é formado por um bloco preso a uma mola
Uma partícula executa um MHS linear com uma frequência de 0,25 H z em