Enunciado

Ver Outros Exercícios
desse livro

Um transformador ideal de N 1 voltas no seu primário e N 2 voltas no seu secundário. A potência média fornecida para uma resistência R conectada ao secundário é P 2 quando a tensão no primário é V 1 . A corrente rms no enrolamento do primário pode, então, ser expressa como

a P 2 V 1

b   N 1 N 2 ⋅ P 2 V 1

c   N 2 N 1 ⋅ P 2 V 1

d   N 2 N 1 ⋅ 2 ⋅ P 2 V 1

Passo 1

E aí bonit@s, vocês estão bem? Espero que sim.

Pois bem, para resolver essa questão vamos adotar a seguinte notação: o subscrito 1 denotar o primário e o subscrito 2 o secundário. Olha só, supondo que não haja perda de potência no transformador, podemos igualar a potência do circuito primário à potência do circuito secundário e resolver para a corrente eficaz nos enrolamentos primários. Assumindo que não há perda de potência no transformador temos

P 1 = P 2

Assim, teremos

I 1 , r m s ⋅ V 1 , r m s = I 2 , r m s   ⋅ V 2 , r m s

Resolvendo para I 1 , r m s teremos

I 1 , r m s = I 2 , r m s ⋅ V 2 , r m s V 1 , r m s = P 2 V 1 , r m s

Portanto, o item corretor é o ( a ) e voilà nossa questão já está resolvida.

Resposta

l e t r a   a

Exercícios de Livros Relacionados

Na Fig. 31-37, um gerador trifásico G produz energia elétrica que é tr
Que corrente contínua produz a mesma energia térmica, em um certo resi
A figura 31-35 mostra um gerador de CA ligado aos terminais de uma “ca
Um dimmer típico, com os que são usados para regular a luminosidade da
Um gerador de CA alimenta uam carga resistiva em uma fábrica distante