Enunciado

Cálculo - Cálculo Volume 2 - 8ª Edição - James Stewart - Capítulo 15.4 - Ex. 8

Ver Outros Exercícios
desse livro

Encontre a massa e o centro de massa da lamina que ocupa a região D e é dada pela função da densidade ρ .

D   é   l i m i t a d a   p o r   y = x + 2   e     y = x 2 ; ρ x , y = k x 2

Passo 1

Oi pessoal, tudo bem? Vamos analisar essa questão.

Bom... Temos que encontrar a massa e o centro de massa da lâmina que ocupa a região D quando a função densidade é ρ x , y = k x 2 .

Os limites de y são de x 2 a x + 2 . Vamos encontrar os limites de x :

x 2 = x + 2

x 2 - x - 2 = 0

Analisando por baskara, temos que:

x = - 1   o u   2

Passo 2

Agora que sabemos os limites podemos limitar a nossa integral. A massa da lâmina é dada por:

m = ∬ D ρ x , y d A

Observando novamente a figura podemos dizer que:

D = - 1 ≤ x ≤ 2 ,   x 2 ≤ y ≤ x + 2

A nossa integral vai ser:

m = ∫ - 1 2 ∫ x 2 x + 2 k x 2 d y d x

Resolvendo primeiro a integral de dentro temos:

∫ x 2 x - 2 k x 2 d y = k x 2 y x 2 x + 2

∫ x 2 x - 2 k x 2 d y = k x 2 x + 2 - x 2

∫ x 2 x - 2 k x 2 d y = k x 3 + 2 x 2 - x 4

Substituindo na integral de fora, temos:

m = ∫ - 1 2 ∫ x 2 x + 2 k x 2 d y d x = ∫ - 1 2 k x 3 + 2 x 2 - x 4 d x

Resolvendo, temos:

m = ∫ - 1 2 k x 3 + 2 x 2 - x 4 d x = k x 4 4 + 2 x 3 3 - x 5 5 - 1 2

m = k - 1 5 32 + 1 + 1 4 16 - 1 + 2 3 8 + 1

m = k - 33 5 + 15 4 + 6 = k 63 20

Portanto a massa da lâmina é:

m = 63 k 20

Passo 3

O centro de massa da lâmina que ocupa a região D e que possui função de densidade ρ x , y é:

x - = M x m = 1 m ∬ D x ρ x , y d A

y - = M y m = 1 m ∬ D y ρ x , y d A

Resolvendo x - , temos:

x - = 1 63 k 20 ∫ - 1 2 ∫ x 2 x + 2 k x 3 d y d x

x - = 20 63 k ∫ - 1 2 ∫ x 2 x + 2 k x 3 d y d x

Resolvendo a integral de dentro:

x - = 20 63 k ∫ x 2 x + 2 k x 3 d y

x - = 20 63 k ∫ x 2 x + 2 k x 3 y x 2 x + 2 d y

x - = 20 k 63 k ∫ - 1 2 x 3 x + 2 - x 2   d x

Agora a integral de fora:

x - = 20 63 - 1 6 x 6 + 1 5 x 5 + 1 2 x 4 - 1 2

x - = 20 63 - 1 6 64 - 1 + 1 5 32 + 1 + 1 2 16 - 1

x - = 20 63 18 5

x - = 8 7

Passo 4

Vamos fazer o mesmo para encontrar y - , resolver:

y - = 1 63 k 20 ∫ - 1 2 ∫ x 2 x + 2 k x 2 y d y d x

y - = 20 63 k ∫ - 1 2 ∫ x 2 x + 2 k x 2 y d y d x

Resolvendo a integral de dentro:

y - = 20 63 k ∫ x 2 x + 2 k x 2 y d y

y - = 20 63 k ∫ x 2 x + 2 k x 2 y 2 2 x 2 x + 2 d y

y - = 20 k 63 k ∫ - 1 2 x 2 2 x + 2 2 - x 2 2   d x

y - = 1 0 k 63 k ∫ - 1 2 x 2 - x 4 + x 2 + 4 x + 4   d x

Agora a integral de fora:

y - = 1 0 63 - 1 7 x 7 + 1 5 x 5 + x 4 + 4 3 x 3 - 1 2

y - = 1 0 63 - 1 7 128 + 1 + 1 5 32 + 1 + 1 16 - 1 + 4 3 8 + 1

y - = 1 0 63 531 35

y - = 118 49

Portanto o centro de massa é o ponto:

8 7 , 118 49

Resposta

m = 63 k 20

x - ,   y - = 8 7 , 118 49

Exercícios de Livros Relacionados

Um aluno está descendo de skate uma rampa de 6,0 m de comprimento e in

Ver Mais

Uma pessoa cujo peso é 5,20 10 2 N está sendo puxada para cima vertica

Ver Mais

Calcule a integral. ∫     x e 2 x 1 + 2 x 2   d x

Ver Mais

1. Verifique que a função dada é diferenciável.b) f x , y = x 4 + y 3

Ver Mais

Calcule o centroide da área a seguir em termos das variáveis dos raios

Ver Mais