Exercícios Resolvidos de Derivadas Parciais de Ordem Superior

George B. Thomas, Cálculo,Volume II,11º ed. São Paulo: Pearson Education do Brasil Ltda., 2009, pg. 319, exercício 75.

Dada f uma função diferenciável de u e u = a ( x + c t ) , onde a é uma constante.

Mostre que a função w = f ( u ) é solução da equação de onda w t t = c 2 w x x

Passo 1

Vamos calcular as derivadas parciais de segunda ordem de w em relação a t e em relação a x e vamos ver se atende a equação da onda.

Começando por w t t :

w t = w t = f u . u t = f u . ( a c )

w t t = w t w t = w t f u . a c = a c 2 f u 2 . a c = a ² c ² 2 f u 2

*OBS.: f é uma função composta, então tivemos que usar a regra da cadeia.

MOSTRAR SOLUÇÃO COMPLETA

Passo 2

Agora vamos calcular w x x

w x = w x = f u . u x = f u . ( a )

w x x = w x w x = w x f u . a = a 2 f u 2 . a = a ² 2 f u 2

OBS.: também tivemos que usar a regra da cadeia ;)

Passo 3

Agora vamos substituir na equação da onda e ver se deu tudo certo:

w t t = c 2 w x x

a ² c ² 2 f u 2 = c 2 a ² 2 f u 2

Como ambos os lados da equação são iguais, então w é solução da equação de onda. 👍😁

Esse conteúdo é exclusivo para cadastrados.

Cadastre-se grátis no maior portal de exatas do Brasil!

Relaxa, não vamos publicar nada no seu nome.

  • Resumões direto ao ponto
    Resumões
    direto ao ponto
  • Exercícios resolvidos passo a passo
    Exercícios resolvidos
    passo a passo
  • Videoaulas incríveis
    Videoaulas
    incríveis
  • Aulões Salva-Vidas
    Aulões
    Salva-Vidas