Exercícios Resolvidos de Rolamento com Deslizamento

PUCRIO, Física 1 - FIS1033, P3 - 2018.2, Questão 2.pt2

Seja um cilindro maciço e homogêneo, de raio Equation e massa Equation ,(cilindro 1) que pode girar sem atrito em torno de um eixo vertical que passa pelo seu centro. O eixo está fixado em uma mesa horizontal, sobre a qual se encontra o cilindro. Enrolada na superfície curva do cilindro há uma corda inextensível, que passa por uma roldana e tem na extremidade livre um outro cilindro (cilindro 2) de massa Equation que cai sob a ação da gravidade. As massas da roldana e da corda são desprezíveis e a corda não desliza.

Seja agora a situação em que não há um eixo no interior do cilindro que esteja fixo à mesa, de

modo que o cilindro 1 está livre para deslizar, sem atrito, sobre a mesa. Permanecem as

condições anteriores sobre a corda, a roldana e o cilindro que cai. Nesta nova situação,

b) Escreva as equações de movimento do cilindro 1 e do cilindro 2 (isto é, escreva as equações que relacionam as forças existentes com as acelerações) .

c) Obtenha a relação entre a aceleração do cilindro 2 e as acelerações do cilindro 1.

d) Calcule a tensão na corda.

Passo 1

b)

Vamos lá. De agora em diante temos uma nova situação:

Agora, além de rotacionar, o cilindro 1 também transalada, porque não tem mais o eixo segurando ele. O cilindro 2 vai cair por ação da gravidade. Mas agora, temos uma mudança importante: O vínculo Equation não pode mais ser usado, porque o cilindro está deslizando.

Então as acelerações dos cilindros vão ser diferentes.

Então vamos escrever as equações de movimento para os dois cilindros:

Primeiro, para o cilindro 1:

Equation

Equation

Olhando o cilindro 1 de cima:

Então:

Equation

Usando a relação entre torque e aceleração angular:

Equation

Beleza, essa é a equação para rotação do cilindro 1.

Agora vamos ver a de translação, ainda para o cilindro 1:

A única força que puxa ele pra esquerda é a tração, como não temos movimento na vertical, o peso e a normal se anulam. Então:

Equation

Equation

Beleza, essa é a equação para tranlação do cilindro 1.

Para o cilindro 2, que só desce, continua a mesma coisa da letra a:

Equation

Equation

Suave?

MOSTRAR SOLUÇÃO COMPLETA

Passo 2

(c)

A aceleração total do cilindro 1 é:

Equation

Que a aceleração de translação somada a aceleração tangencial da borda do cilindro.

Como quem tá causando essa aceleração total é a aceleração do cilindro 2, que ta puxando o cilindro 1, temos que a relação entre as acelerações é:

Equation

Equation

Sucesso??

Passo 3

(d)

Agora ele quer a tensão. Então é só uma brincadeira com as equações que conhecemos:

Usando a equação de movimento para o cilindro 2 que achamos na letra b:

Equation

Usando a relação entre as acelerações que achamos na letra c:

Equation

Equation

Agora, usando a equação de movimento de rotação do cilindro 1, que achamos na letra b:

Equation

Isolando o Equation e substituindo o momento de inércia Equation :

Equation

Agora, usando a equação de movimento de translação do cilindro 1, que achamos na letra b

Equation

Isolando o Equation

Equation

Maravilha!! Agora voltando, e substituindo as acelerações:

Equation

Equation

Ajeitando:

Equation

Então:

Equation

Show! Isso é tudo pessoal!!

Resposta

(b) Para o cilindro 1

Rotação: Equation Equation

Translação:

Equation

Para o cilindro 2

Translação:

Equation

(c)

Equation

(d)

Equation

Esse conteúdo é exclusivo para cadastrados.

Cadastre-se grátis no maior portal de exatas do Brasil!

Relaxa, não vamos publicar nada no seu nome.

  • Resumões direto ao ponto
    Resumões
    direto ao ponto
  • Exercícios resolvidos passo a passo
    Exercícios resolvidos
    passo a passo
  • Videoaulas incríveis
    Videoaulas
    incríveis
  • Aulões Salva-Vidas
    Aulões
    Salva-Vidas