Lista de Exercícios Resolvidos de Equilíbrio em Três Dimensões

Ver Teoria

Uma banqueta de três pernas está submetida à carga L , como mostrado. Determine a força de reação vertical sob cada perna. Despreze o peso da banqueta.

Ver solução completa

A placa possui um peso W com centro de gravidade em G . Determine a tração desenvolvida nos fios A B , C D e E F se a força P = 0,75   W é aplicada em d = L / 2 .

Ver solução completa

A mola de módulo k = 900   N / m é esticada de uma distância δ = 60   m m quando o mecanismo está na posição mostrada. Calcule a força P m i n necessária para iniciar rotação em torno do eixo B C e determine os módulos correspondentes das forças nos mancais, as quais são perpendiculares à B C . Qual é a força de reação normal em D se P = P m i n / 2 ?

Ver solução completa

Se o peso do mastro é desprezível comparado à carga de 30   k N aplicada, determine as forças trativas T 1 e T 2 nos cabos e a força atuando na rótula em A .

Ver solução completa

Uma força vertical P no pedal do dispositivo é necessária para produzir uma força trativa T de 400   N na barra de controle vertical. Determine as reações correspondentes nos mancais em A e B .

Ver solução completa

Determine a força trativa T necessária para manter o sólido retangular na posição mostrada. O sólido retangular com 125   k g é homogêneo. O atrito em D é desprezível.

Ver solução completa

Cada uma das três barras uniformes de 1200   m m tem uma massa de 20   k g . As barras estão soldadas juntas na configuração mostrada e estão suspensas por três arames verticais. As barras A B e B C estão no plano horizontal x y e a terceira barra está em um plano paralelo ao plano x z .Calcule as forças trativas em cada arame.

Ver solução completa

Uma chapa quadrada e uniforme de aço de 360   m m de comprimento de aresta e uma massa de 15 k g está suspensa no plano horizontal pelos três fios verticais, como mostrado. Calcule a força trativa de cada fio.

Ver solução completa

A porta retangular de acesso com 25   k g é mantida na posição aberta, a 90 ° , pelo apoio simples C D . Determine a força F no apoio e o módulo da força normal ao eixo de abertura A B em cada pequena dobradiça A e B . Considere que na dobradiça B a força horizontal e paralela à parede seja nula.

Ver solução completa

O eixo horizontal de aço tem uma massa de 480 k g e está suspenso por um cabo vertical em A e por um segundo cabo B C que passa por baixo do eixo e está situada em um plano vertical transversal. Calcule as forças trativas T 1 e T 2 nos cabos.

Ver solução completa

A estrutura é usada para armazenar e desenrolar cabos. A massa combinada da estrutura, do corretel e do cabo é de 150   k g com centro de massa em G . Determine as forças normais nos quatro pés ( A ,   B ,   C e D ) se a ) o cabo sai pela parte de cima do carretel e b ) o cabo sai pela parte de baixo do carretel em seu ponto médio horizontal. O raio efetivo do carretel é de 150   m m .

Ver solução completa

A parte de um lustre que é sustentada por correntes tem a forma de uma parte de casca esférica. Se a massa da parte de vidro é m , determine a força trativa T em cada uma da correntes.

Ver solução completa

Determine o local x e y do ponto de aplicação da força P de modo que a tração desenvolvida nos cabos A B , C D e E F seja a mesma. Despreze o peso da chapa.

Ver solução completa

O mastro de 400   k g , com centro de massa em G , é mantido na posição mostrada por uma rótula em O e por dois cabos A B e A C . Determine as forças trativas nos dois cabos e as componentes x , y e z da força de reação em O .

Ver solução completa

Durante um teste, o motor esquerdo do avião bimotor é acionado gerando um empuxo de 2   k N . As rodas principais em B   e   C estão freadas de modo a evitar movimento. Determine a variação nas forças de reação normais A ,   B   e   C (comparativamente aos valores nominais com ambos os motores desligados).

Ver solução completa