Exercícios Resolvidos de Filtros Polarizadores

UFRJ- Física 4 – P1 2018.2 - DIURNO - 6

Dois polarizadores ideais A e C são paralelos e colocados em série em uma configuração tal que a luz transmitida pelos dois polarizadores é nula. Se inserimos outro polarizador B paralelo aos outros dois e com o eixo formando um ângulo de 45 ° com o eixo de polarização de A , podemos afirmar que a intensidade da luz transmitida pelos três polarizadores será:

  1. Nula
  2. Igual à intensidade incidente no polarizador B .
  3. 1 / 4 da intensidade incidente no polarizador B .
  4. 1 / 2 da intensidade incidente no polarizador B .
  5. 1 / 4 da intensidade incidente no polarizador C .

Passo 1

Vamos começar dizendo que a intensidade da luz depois de passar pelo polarizador A é igual a I . Depois de passar pelo polarizador B , a intensidade diminui para I B , cujo valor, pela lei de Malus, é igual a

I B = I cos 2 ⁡ ( 45 ° ) = I 2 2 2     ⇒       I B = I 2     .

Depois de B , o feixe segue e passa pelo polarizador C , que também faz um ângulo de 45 ° com o eixo do polarizador B . Então, a nova intensidade I C que a luz tem após passar por C será igual a

I C = I B cos 2 ⁡ 45 ° = I 2   2 2 2     ⇒     I C = I 4   .

Portanto, a intensidade da luz depois de ela passar pelos três polarizadores será 1 / 4 da intensidade I que atinge o polarizador B .

MOSTRAR SOLUÇÃO COMPLETA

Resposta

Letra c).

Esse conteúdo é exclusivo para cadastrados.

Cadastre-se grátis no maior portal de exatas do Brasil!

Relaxa, não vamos publicar nada no seu nome.

  • Resumões direto ao ponto
    Resumões
    direto ao ponto
  • Exercícios resolvidos passo a passo
    Exercícios resolvidos
    passo a passo
  • Videoaulas incríveis
    Videoaulas
    incríveis
  • Aulões Salva-Vidas
    Aulões
    Salva-Vidas