Exercícios Resolvidos de Redes de Difração

Ver Teoria

Enunciado

Responda corretamente e justifique suas opções:

d-( ) Há 188 máximos secundários existentes entre o máximos principais de ordem m = 18 e

m = 20 para uma rede de difração com N = 190 ranhuras.

Passo 1

Aqui precisamos lembrar como calculamos o número de máximos secundários entre dois máximos principais.

Sabemos que a fórmula é

N s e c = N - 2

Onde

N s e c = n u m e r o   d e   m á x i m o s   s e c u n d a r i o s  

N = n u m e r o   d e   f e n d a s  

Mas o que se tem que tomar cuidado aqui, é que essa fórmula da o número de máximos secundários entre dois máximos principais seguidos.

Mas no enunciado é pedido o número de máximos secundários entre os máximos de ordem m=18 e m=20.

Ou seja, temos um N s e c entre m=18 e m=19

E outro N s e c entre m=19 e m=20.

Ou seja, o número de máximos secundários será o dobro do número que calcularmos entre dois máximos seguidos.

Sabemos que

N = 190

Substituindo, teremos que

N s e c = 190 - 2 = 188

Mas isso para máximos seguidos

Para o nosso exemplo temos dois máximos seguidos, logo o total será

N s e c ⁡ ( t o t a l ) = 2 x 188 = 376 ( m á x i m o s   s e c u n d a r i o s )

Logo a afirmativa também é falsa

Resposta

d-( F ) Há 188 máximos secundários existentes entre o máximos principais de ordem m = 18 e

m = 20 para uma rede de difração com N = 190 ranhuras.

Exercícios de Livros Relacionados

Para uma rede de difração na qual todas as superfícies são normais à r
Uma rede de difração com 2000 fendas por centímetro, duas linhas no es
Uma rede de difração que tem 4800 linhas por centímetro e é iluminada
Uma rede de difração tem 2000 fendas por centímetro e é usada para ana