Exercícios Resolvidos de Difração por Duas Fendas Simples

Ver Teoria

Enunciado

Duas fendas, cada uma com largura a, e separadas por uma distância d são iluminadas por um feixe de luz de comprimento de onda λ . A separação das franjas de interferência num anteparo a uma distância L das fendas é:

  1. λ a L
  2. λ d L
  3. λ L d
  4. d L λ
  5. λ L a

Passo 1

Quando temos interferência por duas fendas não pontuais, as franjas de interferência ficam limitadas por um envoltório dado pela figura de difração que uma das fendas formaria.

Contudo, tirando isso, a posição das franjas não muda em comparação com a interferência por duas fendas pontuais.

Logo, considerando pequenos ângulos, teremos: sen ⁡ θ ≈ θ ≈ tan ⁡ θ .

tan ⁡ θ = y m L

sen ⁡ θ = m λ d

y m L ≈ m λ d

y m ≈ m ∙ L λ d

Para duas franjas consecutivas:

Δ y ≈ m + 1 - m L λ d  

Δ y ≈ L λ d

Que é a alternativa ( c ) .

Resposta

Alternativa ( c ) .

Exercícios de Livros Relacionados

A Fig. 35-39 mostra duas fontes luminosas isotrópicas, S 1 e S 2 , que
Quando uma das fendas de um sistema de dupla fenda é coberto com uma p
A luz solar é usada em um experimento de dupla fenda. O máximo de quar
Um padrao de interferencia de fenda duplaeformado usando luz de laser