Exercícios Resolvidos de Achar a Integral pela Soma de Riemann

PUCRIO, Cálculo B - MAT1158, G1 - 2013.2, Questão 3

Interprete j = 1 n 3 n 2 + 3 j n 7 como uma soma de Riemann e calcule seu limite quando n vai ao infinito.

Passo 1

Nós temos, por definição, que:

lim n j = 1 n 3 n 2 + 3 j n 7 = lim n j = 1 n f ( x i ) x = a b f x d x

Onde podemos reconhecer que x = b - a n = 3 n e f x i = f ( a + j x ) = 2 + 3 j n 7 , por analogia em relação à equação geral da soma de Riemann. Concluímos, com as duas equações, que a = 2 e b = a + 3 = 5 .

Agora basta descobrir qual será a função que vamos integrar. Olha, ali nosso a + j x é:

2 + 3 j n

Ele está elevado à 7 no caso. Então, se f ( a + j x ) = 2 + 3 j n 7 , temos que f x = x 7 .

MOSTRAR SOLUÇÃO COMPLETA

Passo 2

Enfim, conclui-se:

lim n j = 1 n 3 n 2 + 3 j n 7 = 2 5 x 7 d x

= 2 5 x 7 d x

= x 8 8 x = 2 x = 5

= 5 8 - 2 8 8 = 48796,125

Obs: Pode deixar o resultado como 5 8 - 2 8 8 mesmo, a conta é grande x)

Resposta

lim n j = 1 n 3 n 2 + 3 j n 7 = 5 8 - 2 8 8

Esse conteúdo é exclusivo para cadastrados.

Cadastre-se grátis no maior portal de exatas do Brasil!

Relaxa, não vamos publicar nada no seu nome.

  • Resumões direto ao ponto
    Resumões
    direto ao ponto
  • Exercícios resolvidos passo a passo
    Exercícios resolvidos
    passo a passo
  • Videoaulas incríveis
    Videoaulas
    incríveis
  • Aulões Salva-Vidas
    Aulões
    Salva-Vidas