1.

Quinhentos joules de trabalho devem ser realizados a fim de comprimir um gás à metade de seu volume inicial a temperatura constante. Quanto trabalho deverá ser realizado para comprimir o gás por um fator de 10 , iniciando com o mesmo volume inicial?

Resolução
2.

A figura abaixo mostra três possíveis expansões de um gás ideal monoatômico, que encontra-se inicialmente no estado i (cujo volume é V 0 ) para os estados finais f I , f I I ou f I I I , todos de volume 2 V 0 , através de três processos reversíveis diferentes:

I   – transformação isobárica;

I I   – transformação isotérmica

I I I   – transformação adiabática

Sobre tais processos, é INCORRETO afirmar que:

a   A maior troca de calor se dá no processo isobárico.

b   O trabalho realizado pelo gás é menor no processo adiabático.

c   No processo isotérmico, todo o trabalho é transformado em calor.

d   As temperaturas finais terão a relação T I I I < T I I < T I .

e   Na transformação isotérmica, não haverá calor trocado com o gás, uma vez que Δ T = 0 .

Resolução
3.

Considere um gás ideal que absorve calor Q segundo um dos processos que seguem: ( i ) a volume constante;   ( i i ) a pressão constante e ( i i i ) a temperatura constante. Para quais desses processos tem-se a variação da energia interna do gás ∆ E i n t igual a zero?

a   Apenas (i).

b   Apenas (ii).

c   Apenas (iii).

d   Apenas (i) e (ii).

e   Apenas (i) e (iii).

f   Apenas (ii) e (iii).

g   Todas elas.

e   Nenhuma delas.

Resolução
4.

Um gás ideal, inicialmente sob pressão p 0 , sofre uma expansão livre (adiabática, sem trabalho externo) até que seu volume final seja 3 vezes o seu volume inicial. Responda:

a Qual é a pressão do gás após a expansão livre?

b   O gás, então, é lenta e adiabaticamente comprimido até seu volume original. A pressão após a compressão é de 3 1 / 3 p 0 . Determine se o gás é monoatômico, diatômico ou poliatômico.

Resolução
5.

Uma amostra de gás ideal se expande de uma pressão e volume iniciais de 32   atm e   1,0   L para um volume final de 4,0   L   .A temperatura inicial é 300   K . Se o gás for monoatômico e a expansão for isotérmica, quais são:

a A pressão final, P f ?

b A temperatura final, T f ?

c   O trabalho realizado pelo gás?

Refaça os itens anteriores para o caso em que a transformação é adiabática e o gás é monoatômico, e para o caso em que a transformação é adiabática e o gás é diatômico.

Dados:

-Constante dos Gases: R = 8,31   J/mol⋅K

-Pressão atmosférica: P a t m = 1,013 ⋅ 10 5   N / m 2

-Gás monoatômico:   C v = 3 R / 2 , C P = 5 R / 2

Resolução
6.

No intervalo de temperatura de 310   K a 330   K , a pressão p de um certo gás não ideal está relacionada ao volume V e à temperatura T através da equação

p = 24,9   J / K T V - 0,00662   J / K 2 T 2 V  

Qual é o trabalho realizado pelo gás se a temperatura aumenta de 315   K para 325   K enquanto a pressão permanece constante?

Resolução
7.

Uma amostra de gás se expande de uma pressão inicial de 10   P a e um volume inicial de 1,0   m 3 para um volume final de 2,0   m 3 . Durante a expansão, a pressão e o volume estão relacionados pela equação p = a V 2 , onde a = 10   N / m 8 . Determine o trabalho realizado pelo gás durante a expansão.

Resolução
8.

Um mol de gás ideal monoatômico, partindo sempre do estado inicial de volume V 0 , pressão p 0 e temperatura T 0 , dobra a temperatura por quatro processos diferentes. O processo 1 é a volume constante, o processo 2 é isobárico, o 3 é linear com pressão final p = 3 2 p 0 e 4 é adiabático. Dê as respostas em função de p 0 , V 0 e R .

a Coloque na tabela os valores da pressão p f e do volume V f no final de cada processo. Represente cada processo no diagrama p × V .

b Calcule a variação da energia interna Δ E i n t para cada um dos processos.

c No processo 3 , calcule o trabalho W e o calor Q trocado.

Resolução
9.

O ar inicialmente ocupa 0,140   m 3 à pressão manométrica de 103,0   k P a se expande isotermicamente para uma pressão de 101,3   k P a e em seguida é resfriado a pressão constante até atingir o volume inicial. Calcule o trabalho realizado pelo ar. (Pressão manométrica é a diferença entre a pressão real e a pressão atmosférica)

Resolução
10.

Um gás de moléculas de nitrogênio ( N 2 ) ocupa um volume V i = 1,0 × 10 3   c m 3 à temperatura de T i = 600   K . Sabe-se que existem 12,0 × 10 20   m o l é c u l a s / c m 3 no volume ocupado pelo gás. Considere o gás ideal (dado: 1   m o l de N 2 tem massa igual a 28   g ).

  1. Determine o número n de mols da amostra.
  2. Determine a energia cinética média (translação + rotação) por molécula do gás.
  3. Determine, a partir da energia cinética média de translação, a velocidade quadrática média das moléculas do gás.
  4. O gás, nas mesmas condições iniciais acima, é agora submetido a uma expansão em que a pressão aumenta linearmente com o volume. A pressão e o volume no estado final são duas vezes maiores que no inicial ( V f = 2 V i e p f = 2 p i ).

  5. Esboce o diagrama p × V do processo termodinâmico e obtenha, em função de n , R e T i , o trabalho realizado pelo gás e o calor fornecido ao gás nesse processo.

Dados:

N A = 6,0 × 10 23 m o l - 1

k = 1,38 × 10 - 23   J / K

Resolução
11.

I I Três mols de nitrogênio estão em uma caixa cúbica e rígida, com lados medindo 0,200 m . Determine:

c) A força que o gás exerce sobre cada um dos seis lados da caixa quando a temperatura é de 20 ° C .

d) O trabalho realizado pelo gás quando a sua temperatura aumenta pra 80 ° C .

e) O número de graus de liberdade das moléculas e a energia cinética média por molécula no estado inicial.

f) A velocidade média quadrática no estado inicial.

Dados:

R = 8,31 N . m m o l . K  

M M N 2 = 28 g / m o l

N A = 6,02 × 10 23

Resolução
13.

Nas expansões adiabáticas:

a) o gás realiza trabalho sobre o ambiente e a energia interna do gás diminui

b) a temperatura do gás não varia

c) o ambiente realiza trabalho sobre o gás e energia interna do gás aumenta

d) a energia interna do gás não varia

e) a pressão do gás não varia

Resolução
14.

Considere as seguintes afirmações sobre a temperatura de um gás ideal:

1) A temperatura de um gás ideal aumenta durante uma expansão adiabática.

2) A temperatura de um gás ideal aumenta durante uma expansão a pressão constante.

3) A temperatura de um gás ideal diminui durante um aumento de pressão a volume constante

4) A temperatura de um gás ideal diminui durante uma expansão adiabática.

5) A temperatura de um gás ideal permanece a mesma durante uma expansão a pressão constante.

A(s) afirmação(ões) correta(s) é(são):

a) apenas 1

b) apenas 3 e 4

c) apenas 2 e 4

d) apenas 3

e) 2, 3 e 5

Resolução
15.

Dadas as seguintes afirmativas a respeito de um gás ideal com calores específicos C v (a volume constante) e C p (a pressão constante):

  1. É necessário fornecer uma quantidade de calor maior para um mesmo número de moles de um gás ideal a volume constante do que a pressão constante para que este gás sofra uma dada variação de temperatura.
  2. A altas temperaturas, é necessário fornecer uma quantidade de calor menor para um mesmo número de moles de um gás ideal monoatômico do que um gás diatômico para que estes gases sofram uma mesma variação de temperatura.
  3. Em um processo realizado a pressão constante, a variação de energia interna de um gás ideal só depende da quantidade de calor trocada com as vizinhanças.

As CORRETAS são:

  1. Apenas I.
  2. Apenas II.
  3. Apenas III.
  4. Apenas I e II.
  5. Apenas II e III.
  6. Apenas I e III.
Resolução
16.

A figura abaixo mostra três possíveis expansões de um gás ideal monoatômico, que encontra-se inicialmente no estado i (cujo volume é V 0 ) para os estados finais f I , f I I ou f I I I , todos de volume 2 V 0 , através de três processos reversíveis diferentes:

I – transformação isobárica;

II – transformação isotérmica

III – transformação adiabática

Sobre tais processos, é INCORRETO afirmar que:

  1. A maior troca de calor se dá no processo isobárico.
  2. O trabalho realizado pelo gás é menor no processo adiabático.
  3. No processo isotérmico, todo o trabalho é transformado em calor.
  4. As temperaturas finais terão a relação T I I I < T I I < T I .
  5. Na transformação isotérmica, não haverá calor trocado com o gás, uma vez que Δ T = 0 .
Resolução
17.

Considere um gás ideal que absorve calor Q segundo um dos processos que seguem: (i) a volume constante; (ii) a pressão constante e (iii) a temperatura constante. Para quais desses processos tem-se a variação da energia interna do gás ( ∆ E i n t ) igual a zero?

  1. Apenas (i).
  2. Apenas (ii).
  3. Apenas (iii).
  4. Apenas (i) e (ii).
  5. Apenas (i) e (iii).
  6. Apenas (ii) e (iii).
  7. Todas elas.
  8. Nenhuma delas.
Resolução
18.

Um gás ideal está inicialmente em um estado de equilíbrio caracterizado por ( P i , V i ) . O gás pode sofrer um dos seguintes processos:

I - Expansão isotérmica reversível até o volume V 1 .

I I -Expansão adiabática reversível até o volume V 2 .

Sabendo que o trabalho realizado pelo gás nestes processos é o mesmo, marque a alternativa correta para a relação entre V 1 e V 2 :

  1. V 1 > V 2
  2. V 1 < V 2
  3. V 1 > V 2
  4. V 1 = V 2
  5. Nada se pode afirmar
Resolução
19.

Uma máquina térmica utiliza 2,0 moles de um gás ideal. O ciclo desta máquina está representado na Figura ao lado. O caminho bc é um processo isotérmico. A temperatura em c é 820 K. O calor específico molar a volume constante do gás é CV = 37 J/mol·K. Qual é a eficiência térmica desta máquina? Dados: Pc= 85 kPa e Ta = 51 K.

A) 0,20

B) 0,38

C) 0,43

D) 0,26

E) 0,53

Resolução
20.

Uma máquina térmica descreve o ciclo abca mostrado na Figura ao lado usando 9,0 moles de um gás ideal. O processo ca é adiabático. As temperaturas dos pontos a e b são 300 K e 500 K, respectivamente. O volume do ponto c é 0,20 m3. A constante adiabática do gás é γ =1,67.

O calor absorvido pelo gás no processo ca, em kJ, é mais próximo de:

a) +10

b) +16

c) zero

d) -10

e) -16

Resolução
21.

Um gás ideal, inicialmente à pressão   p 0 , passa por uma expansão livre (adiabática, sem realização de trabalho externo - irreversível) até que seu volume final seja 3 vezes o inicial.

  1. Qual é a pressão do gás ao final da expansão livre?
  2. O gás é então, lenta e adiabaticamente comprimido de volta ao seu volume inicial. Após a compressão a pressão é 3 1 3 p 0 . Encontre a razão entre as capacidades térmicas a pressão e a volume constantes, γ , e determine a natureza do gás (mono, di ou poliatômico).
  3. Qual é a razão entre a energia de translação média de uma molécula no estado final (após compressão) e a mesma no estado inicial (antes da expansão)?
Resolução
22.

Dois mols de um gás monoatômico são aquecidos, a partir de 20 ° C , até a temperatura de 100 ° C .

  1. Qual a quantidade de calor necessária se o aquecimento for a volume constante?
  2. Qual é a variação de energia interna do gás?
  3. Qual seria o trabalho realizado se o aquecimento fosse a pressão constante?
Resolução
23.

Um cilindro cheio de gás com um pistão de encaixe bem justo e móvel está inicialmente a pressão atmosférica e temperatura ambiente. Qual desses processos descritos abaixo é isobárico:

A) Um cilindro cheio de gás com um pistão de encaixe bem justo e móvel é mergulhado lentamente no mar até uma profundidade de 3,0 m.

B) Um cilindro cheio de gás com um pistão travado é inserido dentro de um balde cheio de gelo.

C) Um cilindro cheio de gás contendo massas acima do pistão é aquecido.

D) Um recipiente lacrado contendo gás a pressão atmosférica é colocado sobre uma chama.

E) Massas são adicionadas sobre um pistão de um recipiente contendo gás isolado termicamente.

Resolução
24.

2 mols de gás monoatômico tem um aumento de 20 ° C em um processo de expansão isobárica. Qual o trabalho realizado pelo gás durante este processo?

A) 332 J

B) 500 J

C) 832 J

D) 2,44 kJ

E) 4,19 kJ

Resolução
25.

Um gás monatômico ideal sofre uma expansão isotérmica a 300 K, com o aumento do volume de 0,05 m 3 para 0,15 m 3 . A pressão final é de 130 kPa. O calor transferido para o gás, em kJ, é mais próximo de:

A) 21

B) 11

C) -21

D) -11

E) zero

Resolução
26.

Dois gases ideais, um monoatômico e um diatômico, sofrem a mesma variação de energia interna. Marque a alternativa verdadeira.

(a) Nos dois casos há variação de temperatura, e ela é a mesma em ambos.

(b) A variação de temperatura é maior no gás monoatômico.

(c) A variação de temperatura é maior no gás diatômico.

(d) Não é possível relacionar as variações de temperatura pois não sabemos se o sistema realiza ou não trabalho durante tal processo.

(e) As temperaturas não variam.

Resolução
27.

Considere dois cilindros de gás idênticos em todos os aspectos, exceto que um contém Oxigênio ( O 2 ) e o outro contém Hélio (He). Ambos os cilindros inicialmente contêm o mesmo volume de gás a 0 °C e 1 atm. de pressão, e estão fechados por um pistão móvel em uma extremidade. Ambos os gases são agora comprimidos adiabaticamente para um terço do seu volume original. Qual o gás terá o maior aumento de temperatura e o maior

Aumento de pressão, respectivamente?

  1. O 2 ; O 2
  2. H e ; H e
  3. Nenhum, ambos mostram o mesmo aumento;   H e
  4. Nenhum, ambos mostram o mesmo aumento; O 2
  5. É impossível dizer a partir da informação dada.
Resolução
28.

 Qual(ais) dos seguintes processos envolve(m) necessariamente trabalho?

  I   ­  Você empurra um pistão dentro de um cilindro de paredes adiabáticas com gás, aumentando a temperatura do  mesmo.  I I   ­  Você coloca um cilindro (de paredes diatérmicas) com gás dentro de água quente. O gás expande empurrando um  pistão para cima de forma a levantar um peso.  I I I   ­  Um bloco de aço é mantido sobre a chama de uma vela.   

A todos esses processos. 

( B )  nenhum desses processos.

( C )   I   e   I I I .  

( D )   I I   e   I I I .  

( E )   I   e   I I .   

Resolução
29.

Um gás ideal está confinado em um cilindro com pistão que pode se mover sem atrito. O gás pode sofrer as transformações  A  ou  B  do estado  1  para o estado  2

É correto afirmar que:

( A )     W ​ A s o b r e   o   g á s   <   W B s o b r e   o   g á s ​ ​     ;   Q A ​     >   Q B ​     ;  

B ​     W ​ A s o b r e   o   g á s   >   W ​ B s o b r e   o   g á s ​     ;   Q A ​     >   Q ​ B ​     ;    

C   W ​ A s o b r e   o   g á s   >   W ​ B s o b r e   o   g á s ​     ;   Q A ​     =   Q ​ B ​     ;

D   W ​ A s o b r e   o   g á s   <   W ​ B s o b r e   o   g á s ​     ;   Q A ​     <   Q ​ B ​     ;

E     W ​ A s o b r e   o   g á s   =   W ​ B s o b r e   o   g á s ​     ;   Q A ​     =   Q ​ B ​     ;

Resolução
30.

​Um mol de gás hélio  ( γ ​ = 1,67 )   se expande adiabaticamente de um estado onde sua pressão é de  2   a t m  para um estado onde sua pressão é de  1   a t m .   Se a temperatura inicial do gás é de 20   ° C , qual é a temperatura final do gás em  Kelvin? Dado: P V γ   = c t e  

A   222   K    

B   444   K    

C   333   K    

D   111   K    

( E )   10   K    ​

Resolução
31.

​A figura a seguir mostra, em escala, o diagrama P V que descreve dois processos, A e B , que uma certa amostra de gás ideal pode sofrer a partir do mesmo estado inicial 1 . O processo A leva o gás para o estado final 2 , enquanto o processo B o leva ao estado final 3 . Os estados 2 e 3 apresentam a mesma temperatura.

Considere: A variação de energia interna do gás, ∆ E , o calor recebido pelo gás, Q , e o trabalho realizado sobre o gás, W . A comparação correta dos valores dessas grandezas (dos valores com o sinal, não dos módulos dos valores!) nos dois caminhos é

A   ​   ∆ E A ​   =   ∆ E B   ​   ;   Q A ​   =   Q ​ B     ​   ;   W ​ A ​   = W ​ B    

B   ​   ∆ E A   ​   =   ∆ E ​ B   ​   ;   Q A ​     >   Q ​ B     ​   ;   W A ​     <   W B    

C   ​   ∆ E ​ A   ​   =   ∆ E ​ B   ​   ;   Q A ​     <   Q B     ​   ;   W A ​     <   W ​ B  

D   ​ ∆ E A   ​   >   ∆ E B ​   ;   Q A ​     =   Q ​ B     ​   ;   W A ​     >   W ​ B    

( E )   ​   ∆ E A   <   ∆ E B ​   ;   Q A ​     =   Q ​ B     ​   ;   W ​ A ​     <   W ​ B     ​

Resolução
32.

Uma amostra de gás se expande a partir de uma pressão e um volume iniciais de  10,8   P a  e  3   m ³  para um volume final de 5 m³. Durante a expansão, a pressão e o volume são relacionados pela equação  p   =   a   V ³, onde  a   =   0,4   N / m ¹ ¹

O trabalho realizado ​ sobre o gás durante a expansão vale: 

A   - 54,4   J  

B   - 21,6   J  

( C )   +   21,6   J  

( D )   +   54,4   J  

E   - 100,0   J

    ​

Resolução
33.

2,25   m o l s  de uma gás ideal monoatômico, cuja temperatura é de  41   ° C , são colocados em um recipiente que contém um pistão móvel. O volume inicial do gás é de  3,0   m ³ . O gás é comprimido isotermicamente até um volume final de 1,0 m³. Qual a quantidade de calor rejeitada pelo gás nesse processo?

( A )  zero 

( B )   +   6450   J  

C   - 4300   J  

( D )   +   4300   J  

E   - 6450   J  

Resolução
34.

Um recipiente isolado termicamente contém um volume inicial V 1 de um gás ideal. O gás é expandido para um volume maior V 2 através do movimento lento de um êmbolo móvel, mantendo seu isolamento térmico. Considerando o processo de expansão como reversível, qual das afirmações abaixo é correta?

  1. A temperatura do gás não se altera
  2. O gás não realiza trabalho
  3. A temperatura do gás aumenta
  4. A energia térmica do gás diminui
  5. A energia térmica do gás aumenta
Resolução
35.

Quando um gás ideal aumenta seu volume a pressão constante, a energia cinética média das moléculas do gás:

  1. Aumenta
  2. Diminui
  3. Não muda
  4. Pode aumentar ou diminuir, consoante se trate ou não o processo é realizado adiabaticamente.
  5. Pode ou não mudar, mas informação insuficiente é dada para fazer tal determinação.
Resolução
36.

Um gás está inicialmente em equilíbrio térmico com um reservatório térmico a temperatura T 0 . Ele pode realizar a mesma quantidade de trabalho W > 0 de duas maneiras distintas, através de uma expansão isotérmica até atingir o volume V 1 ou através de uma expansão adiabática até atingir volume V 2 e temperatura T 2 . É correto afirmar que:

(a) V 1 < V 2 e T 0 > T 2 .

(b) V 1 < V 2 e T 0 < T 2 .

(c) V 1 = V 2 e T 0 > T 2 .

(d) V 1 = V 2 e T 0 < T 2 .

(e) V 1 > V 2 e T 0 > T 2 .

(f) V 1 > V 2 e T 0 < T 2 .

Resolução
37.

Considere um recipiente com êmbolo que contém em seu interior uma quantidade fixa de gás ideal. Submetemos esse sistema a um processo termodinâmico, no qual o volume do gás é reduzido a um terço de seu volume inicial e a temperatura absoluta aumentada por um fator 1,5. Neste processo, a pressão do gás:

  1. Aumenta por um fator 4,5.
  2. Diminui por um fator 2.
  3. Permanece constante.
  4. Diminui por um fator 4,5.
  5. Aumenta por um fator 2.
Resolução
38.

Um recipiente cilíndrico, que tem área de base A o = 0,3233   m 2 e altura H o = 1,013 m quando a temperatura é de 273,15 K , é feito de vidro (pyrex) com coeficiente de dilatação linear   α . O recipiente está inicialmente a uma temperatura T i = 273,15   K e contém um único bloco de gelo que ocupa todo seu volume. O sistema recipiente – bloco de gelo está em equilíbrio térmico.

PARTE I

a) Determine o calor total que é necessário ceder ao sistema para derreter todo o gelo e obter água no estado líquido à mesma temperatura T i .

b) Determine a altura h da água à temperatura T i , no recipiente, uma vez completada a transição de fase.

PARTE II - Considere agora que o sistema (recipiente de pirex e água) se encontre na temperatura T i e com água (coeficiente de dilatação volumétrico β ) no estado líquido até uma altura h .

c) Determine uma expressão literal em função dos dados do problema para a altura máxima inicial h M Á X da água no recipiente de modo que não seja derramada água quando o sistema alcançar temperatura T f > T i .

d) Determine a razão entre | Q A | o calor cedido para a água e | Q R | o calor cedido ao recipiente para levar o sistema do item (c) da temperatura inicial T i = 273,15   K até a temperatura final T f = 373,15 . A massa do recipiente de pyrex é 22,522   k g .

Dado da questão:

Resolução
39.

Uma certa quantidade de gás ideal contida no recipiente de um manômetro de tubo aberto está inicialmente a uma temperatura T 1 , quando a pressão manométrica vale p 1   = 1   a t m . A pressão atmosférica local vale 1   a t m . O gás é aquecido a volume constante, até atingir uma temperatura T 2 , quando a pressão manométrica atinge o dobro da inicial. Qual a relação entre as temperaturas T 2   e   T 1 ?

  1. T 2 T 1 = 3 2
  2. T 2 T 1 = 2
  3. T 2 T 1 = 2 3
  4. T 2 T 1 = 1 2
Resolução
40.

Um sistema termodinâmico realiza o processo cíclico indicado na figura. O ciclo é constituído por duas curvas fechadas, a malha I e a malha II. Marque a alternativa que indica CORRETAMENTE o sinal do trabalho realizado PELO sistema na malha I, na malha II e no ciclo completo, RESPECTIVAMENTE.

  1. Positivo, negativo e Positivo.
  2. Negativo, positivo e negativo.
  3. Positivo, negativo e negativo.
  4. Negativo, positivo e positivo.
  5. Positivo, negativo e zero.
  6. Negativo, positivo e zero.
Resolução
41.

​A figura a seguir mostra, em escala, o diagrama P V que descreve dois processos, A e B , que uma certa amostra de gás ideal pode sofrer a partir do mesmo estado inicial 1 . O processo A leva o gás para o estado final 2 , enquanto o processo B o leva ao estado final 3 . Os estados 2 e 3 apresentam a mesma temperatura.

Considere: A variação de energia interna do gás, ∆ E , o calor recebido pelo gás, Q , e o trabalho realizado sobre o gás, W . A comparação correta dos valores dessas grandezas (dos valores com o sinal, não dos módulos dos valores!) nos dois caminhos é

a   Para a variação de energia:

A   ∆ E A ​   =   ∆ E B   ​   ;       B ​   ∆ E A   <   ∆ E B ​   ;       C     ​ ∆ E A   ​   >   ∆ E B ​   ;  

b   Para o trabalho realizado sobre o gás

A W ​ A ​   = W ​ B     ; B   W A ​     <   W B ;   C   W A ​     >   W ​ B

c   Para o calor recebido pelo gás

A   Q A ​   =   Q ​ B     ​   ;     B   Q A ​     <   Q B     ​   ;     C   Q A ​     >   Q ​ B     ​   ;

Resolução
42.

Para aumentar em 10,0 ° C a temperatura de uma amostra de gás ideal, são necessários 8   k J de calor quando o gás é mantido a volume constante, e 9,0   k J quando o gás é mantido a pressão constante. Dados: R = 8,314   J / m o l . K

( a ) Qual é a constante adiabática γ deste gás?

( A )   0,842 ;  

( B )   0,889 ;    

( C )   1,12 ;  

( D )   1,19 ;          

( E )   1,29 ;  

( F )   1,40 ;    

( G )   1,67 .

( b )