Exercícios Resolvidos de Movimento Retilíneo Uniformemente Variado

Ver Teoria

Enunciado

Passo 1

Vamos entender o problema:

Temos num primeiro momento o corredor com uma aceleração a 0 até atingir sua velocidade máxima que se mantem constante, ou seja, a partir desse momento sua aceleração é nula.

Passo 2

Num primeiro momento, temos um movimento acelerado. Então aplicamos a equação da cinemática para esse caso, sabendo que ele parte do repouso:

x 1 = 1 2 a 0 t 2

x 1 = 8 a 0

Para achar o valor da velocidade que ele atinge depois do período de aceleração, ou seja, a velocidade máxima, aplicamos:

v 1 = v 0 + a 0 t

v 1 = 0 + a 0 4

v 1 = 4 a 0

Dividindo as duas equações achadas, chegamos a:

x 1 = 2 v 1

Passo 3

Sabemos que o percurso total de 100m do corredor será dado pela soma x 1 , ou seja, o que ele percorreu acelerando com o que ele percorreu em 6 segundos (10s – 4s) de forma constante com a velocidade máxima.

Assim montamos:

100 = x 1 + v 1 ( 6 )

Do passo anterior achamos quanto vale x 1 em função de v 1 , então substituímos:

100 = 2 v 1 + 6 v 1

v 1 = 12,5   m / s

Resposta

v 1 = 12,5   m / s

Exercícios de Livros Relacionados

Um trem vermelho a 72   k m / h e um trem verde a 144   k m
Você está discutindo no telefone celular enquanto segue um carro de po
O bloco da Figura 5.14 desliza sem atrito da altura h = 10 m, partindo
Um trem de metrô parte do repouso em uma estação e acelera com uma tax