Um carro de massa 1000   k g trafega com velocidade de módulo constante na direção leste inicialmente. Ele então entra numa curva de raio constante na posição A da figura. No final da curva (posição C ) o carro passa a trafegar na direção norte. O comprimento da curva ( A B C ) é de 210   m . O carro completa o percurso da curva em 30   s . Os coeficientes de atrito estático e cinético entre os pneus do carro e o asfalto da curva são respectivamente 0,80 e 0,50 .

(a) Calcule a aceleração a → do carro quando ele está na posição B em termos dos vetores unitários i → e j → .

(b) Calcule em termos dos vetores unitários i → e j → as forças de atrito que agem sobre os pneus do carro no início e no final da curva, posições A e C .

Passo 1

(a)

Sabemos que o comprimento do arco é dado por:

π 2 r = 210   m  

E então, descobrimos o raio da curva:

  r   =   133,7   m

Para descobrirmos a velocidade, é só usar a fórmula da velocidade média:

v = 210 m 30 s   =   7 m / s

E finalmente, a aceleração que atua no carro é a aceleração centrípeta, dada por:

a c = v 2 r = 0,37 m / s 2

Decompondo em vetores:

a → c = 0,37 c o s 30 o   - i → + 0,37 s e n 30 o   j → = - 0,32 i → + 0,19 j → m / s 2

- ''

Passo 2

(b)

Em A , a força que atua no carro é a força centrípeta, dada por:

f E = m v 2 r = 370 N

Vetorialmente:

f → E = 370   j →   N

Já para o ponto C , só muda a direção, que fica horizontal:

f → E = - 370   i →   N

Resposta

a) a → c = - 0,32 i → + 0,19 j → m / s 2

b) Em A: f → E = 370   j →   N

Em C: f → E = - 370   i →   N

Exercícios de Livros Relacionados

Qual é o menor raio de uma curva sem compensação (plana) que permite q
Um estudante que pesa 667   N está sentado, com as costas eretas,
Em um brinquedo de parque de diversão, um carro se move em uma circunf
Um bonde antigo dobra urna esquina fazendo uma curva plana com 9,1 &nb