Um disco de metal de massa m 1 = 1,2   k g está ligado a um cubo de massa m 2 = 2,4   k g através de um fio que passa por um furo no centro de uma mesa, conforme mostrado na figura.

A superfície da mesa é perfeitamente lisa. O fio não tem massa e é inextensível. Considere g = 10   m / s 2 . Você pode dar o resultado aproximado com uma casa decimal.

LEMBRETE: Todos os seus passos devem ser explicitados de forma clara.

  1. Suponha inicialmente que o movimento do disco é apenas radial, ou seja, na direção do fio. Qual será a aceleração do cubo? Você deve dar o módulo, a direção e o sentido do vetor aceleração.
  2. Ainda na situação de movimento apenas radial, determine a tração na extremidade do fio presa ao cubo?
  3. Suponha agora que o disco esteja descrevendo um movimento circular sobre a mesa ao longo de uma circunferência de raio R = 20   c m . Qual deverá ser a velocidade do disco para que o cubo permaneça em repouso?

Passo 1

a)

Primeiramente vamos desenhar o diagrama de forças em cada objeto:

Agora, aplicamos a segunda lei de Newton para cada corpo. Escolhendo um eixo orientado na direção horizontal apontando para o furo da mesa.

Para o disco:

m 1 a 1 = T  

Escolhendo um eixo vertical orientado para baixo.

Para o bloco:

m 2 a 2 = m 2 g - T    

Por fim usamos o vínculo entre o bloco e o disco, por estarem ligados por um fio, os dois corpos devem ter a mesma velocidade e mesma aceleração a :

a 1 = a 2 = a

Agora basta substituir a equação para a tração que encontramos analisando o disco na equação do bloco.

m 2 a = m 2 g - m 1 a

a = m 2 m 1 + m 2 g ≈ 6,67   m / s 2

Este é o módulo do vetor aceleração do bloco. O vetor aceleração do bloco tem a direção vertical e aponta para baixo.

Passo 2

b)

Basta substituir o valor que encontramos para a aceleração na equação para a tração que encontramos para o disco:

T = m 1 a

T = 1,2   .   6,67 = 8   N

Passo 3

c)

O disco descreve um movimento circular de velocidade constante v e raio R , cuja força resultante é a força de tração, assim como nos itens anteriores. Entretanto, essa força é agora a força centrípeta que produz o movimento circular do disco.

Analisando o disco:

T = F c p

T = m 1 v 2 R

Analisando o bloco:

m 2 a 2 = m 2 g - T  

Como o bloco está em repouso:

0 = m 2 g - T

T = m 2 g

Substituindo:

T = m 1 v 2 R

m 2 g = m 1 v 2 R

v = m 2 m 1 R g   = 2   m / s

Resposta

a) a ≈ 6,67   m / s 2

b) T = 8   N

c) v = 2   m / s

Exercícios de Livros Relacionados

Qual é o menor raio de uma curva sem compensação (plana) que permite q
Um estudante que pesa 667   N está sentado, com as costas eretas,
Em um brinquedo de parque de diversão, um carro se move em uma circunf
Um bonde antigo dobra urna esquina fazendo uma curva plana com 9,1 &nb