Exercícios Resolvidos de EDO Linear de 1ª Ordem

EDO de 2ª Ordem não Homogênea

A solução geral de e 2 t y ' + 2 e 2 t y = e t é:

a)   y = e - 3 t + C e - 2 t

b) y = C 1 e - t + C 2 e - 2 t

c) y = e - t + C e - t

d) nenhuma das opções

e) y = e - t + C e - t 2

Passo 1

Temos nas mãos uma EDO de primeira ordem não separável, né? Então, vamos calcular o fator integrante? Hmm... até poderia ser se não tivéssemos uma coisa escondida aí! Não sei se você percebeu, mas o lado esquerdo da equação é a derivada de e 2 t y ! Olha só:

e 2 t y ' = e 2 t y ' + 2 e 2 t y

E, assim, podemos reescrever a equação como:

e 2 t y ' = e t

Beleza?

MOSTRAR SOLUÇÃO COMPLETA

Passo 2

Agora é só integrar os dois lados! Teremos:

∫ e 2 t y ' = ∫ e t

e 2 t y = e t + C

E, assim, o y que é a solução da EDO é:

y = e - t + C e - 2 t

Que não bate com nenhuma das alternativas com valores, isto é, a resposta certa é nenhuma das opções, letra d.

Resposta

Letra d

Esse conteúdo é exclusivo para cadastrados.

Cadastre-se grátis no maior portal de exatas do Brasil!

Relaxa, não vamos publicar nada no seu nome.

  • Resumões direto ao ponto
    Resumões
    direto ao ponto
  • Exercícios resolvidos passo a passo
    Exercícios resolvidos
    passo a passo
  • Videoaulas incríveis
    Videoaulas
    incríveis
  • Aulões Salva-Vidas
    Aulões
    Salva-Vidas