Três partículas de massa m estão presas a hastes de tamanho   R e massas desprezíveis, como uma hélice. O sistema pode girar em torno de um eixo fixo que passa pelo seu centro, O , e inicialmente possui velocidade angular ω . Um chiclete de massa M incide com velocidade v → conforme a figura, e realiza uma colisão perfeitamente inelástica com uma das massas m .

Considere que M   =   2 m . Para que o sistema pare completamente após a colisão é necessário que v tenha módulo

(A) 1 2 ω R

(B) ω R

(C) 3 2 ω R

(D) 2 ω R

(E) 3 ω R

(F) 4 ω R

(G) 5 ω R

(H) 6 ω R

Passo 1

Agora a gente vai usar o fato da colisão ser inelástica!!

Colisão inelástica significa que o momento linear se conserva, e que no final da colisão os corpos saem juntos, ou seja, o chiclete grudou na bolinha e não solta mais, sacou? Ou seja, a velocidade final do chiclete e da bolinha são iguais!! ATENÇÃO!! A energia cinética não se conserva quando a colisão é inelástica.

p i = p f

M v c h i c l e t e + 3 m ω R = 0

2 m v c h i c l e t e + 3 m ω R = 0

v c h i c l e t e = - 3 2 ω   R

Ele quer o módulo! Então letra C!

Passo 2

Resposta

2) C

Exercícios de Livros Relacionados

Na Fig. 9-63, o bloco 1 (com uma massa de 2,0   k g ) está se movendo para a direita com uma velocidade escalar de 10   m / s e o bloco 2 (com uma massa de 5,0   k g ) está se move...
Uma colisão frontal perfeitamente inelástica ocorre entre duas bolas de massa de modelar que se movem ao longo de um eixo vertical. Imediatamente antes da colisão, uma das bolas, d...
Um vagão fechado em um pátio de manobras é colocado em movimento no topo de um morro artificial. O vagão desce silenciosamente e sem atrito sobre um trilho horizontal reto, onde se...
Uma bala de 10,0   g é disparada e entra em um bloco de madeira de 200   g em repouso sobre uma superfície horizontal. Após o impacto, o bloco desliza 8,00   m antes de parar. Se o...