Exercícios Resolvidos de Teste da Razão e da Raiz

Ver Teoria

Enunciado

Decida sobre a convergência da série abaixo:

∑ n = 0 ∞ n ln ⁡ n 2 n

Passo 1

Então, galerinha, repara que nosso somatório tem um cara de serie geométrica, mas também temos n na base. Por isso, pra decidir sobre a convergência dessa série, vamos aplicar o teste da razão:

lim n → ∞ ⁡ a n + 1 a n = L

E analisar o valor de L . Se L < 1 , então temos que a série converge.

Então, fazendo a n = n ln ⁡ n 2 n , teremos:

lim n → ∞ ⁡ n + 1 ln ⁡ n + 1   2 n + 1 n ln ⁡ n 2 n

= lim n → ∞ ⁡ n + 1 ln ⁡ n + 1   2 n + 1   2 n n ln ⁡ n

= lim n → ∞ ⁡ n + 1 ln ⁡ n + 1 2 n ln ⁡ n

Passo 2

Resolvendo esse limite, chegamos em uma indeterminação,

lim n → ∞ ⁡ n + 1 ln ⁡ n + 1 2 n ln ⁡ n = ∞ ∞

Agora pela regra de L’Hôpital:

lim n → ∞ ⁡ n + 1 ln ⁡ n + 1 2 n ln ⁡ n = 1 2

Como o valor do limite L   é tal que: L < 1 , então a série converge absolutamente! Logo, converge.

Resposta

A série converge!

Exercícios de Livros Relacionados

Determine se a serie e absolutamente convergente, condicionalmente con
Determine se a série é absolutamente convergente ou condicionalmente c
Determine se a série é absolutamente convergente, condicionalmente con
37- Prove que, se ∑ a n for absolutamente convergente, então ∑ n = 1 ∞