Considere dois fios retilíneos, longos, paralelos, separados por uma distância a , pelos quais passam correntes estacionárias I e 2 I no mesmo sentido. É correto afirmar que o campo magnético resultante será nulo em uma reta coplanar com os fios paralelos aos mesmo que esteja localizada:

  1. A uma distância a / 2 de cada um dos fios.
  2. A uma distância 2 a / 3 do fio com corrente 2 I e a / 3 do fio com corrente I
  3. A uma distância a / 4 do fio com corrente 2 I e 3 a / 4 do fio com corrente I
  4. A uma distância a / 4 do fio com corrente I e 3 a / 4 do fio com corrente 2 I
  5. O campo magnético resultante devido aos dois fios não será nulo em ponto algum.

Passo 1

Bom, a primeira coisa é desenhar a situação para conseguirmos compreender:

Agora sim. Podemos ver que o único jeito do campo dar zero em algum lugar é entre os dois fios, justo? Somente lá os campos tem sentidos opostos. Rodamos a Lei de Ampère bastante rápido para achar o campo:

∮ C B → ∙ d l → = μ 0 I i n t

2 π r B = μ o I i n t

B = μ 0 I i n t 2 π r

Passo 2

Agora nós sabemos o módulo do campo à uma distância r de um fio qualquer. Fazendo a soma dos campos num ponto dar zero:

B → 1 + B → 2 = 0 →

B 1 - B 2 = 0

B 1 = B 2

Substituindo os valores:

μ 0 I 2 π r = μ 0 2 I 2 π a - r

Passo 3

Resolvendo, corta-corta nas constantes:

1 r = 2 a - r

a - r = 2 r → r = a 3

Onde r é a distância do ponto até o fio de corrente I . Portanto ele dista a - a 3 = 2 a 3 do fio de corrente 2 I .

Resposta

Letra b

Exercícios de Livros Relacionados

41- Um supercondutor do tipo I I em um campo magnético externo entre B
A figura 29-86 mostra uma seção reta de um condutor cilíndrico oco de
81- Um plano infinito que conduz uma corrente. Condutores retilíneos l
82- Condutores retilíneos longos, com seções retas quadradas, cada um